Prefeitura entrega 15 carros para melhorar a segurança em Niterói

Veículos foram alugados pelo governo municipal e servirão ao programa Proeis

Escrito por Redação 15/03/2018 09:27, atualizado em 15/03/2018 09:24
Veículos misturam cores da PMERJ e dos órgãos municipais
Veículos misturam cores da PMERJ e dos órgãos municipais . Foto: Divulgação

A Prefeitura de Niterói deu, ontem, mais uma importante contribuição para um melhor desempenho às forças de Segurança Pública na cidade. Em solenidade no 12º BPM, a administração municipal entregou 15 carros que serão usados no patrulhamento diário pelos policiais do Programa Estadual de Integração de Segurança (Proeis). Os veículos cedidos foram alugados pela prefeitura e receberam programação visual própria, mesclando as cores tradicionais das viaturas policiais com as adotadas como padrão pelos órgãos municipais.

O Proeis é um dos convênios da Prefeitura de Niterói com o Governo do Estado para garantir mais policiais nas ruas da cidade. O programa permite que policiais militares lotados em qualquer batalhão da PM no estado possam, voluntariamente, trabalhar em seus dias de folga em Niterói e receber gratificação por conta da adesão. Em Niterói, o programa é totalmente custeado pela Prefeitura, mas a fiscalização é realizada de forma integrada entre o município e a PM.

O secretário municipal de Governo, Vitor Júnior, disse que o prefeito Rodrigo Neves não tem poupado esforços para garantir a presença de policiais nas ruas da cidade, através de convênios com o Governo do Estado. “Sob orientação do prefeito Rodrigo Neves, a Prefeitura de Niterói está sempre buscando novas formas de colaborar com as forças de Segurança Pública na cidade. A entrega desses carros é mais um resultado positivo desse esforço, como foram os convênios que possibilitaram a vinda do Proeis e do Niterói Presente, a manutenção de viaturas, o pagamento de gratificações aos policiais, entre outras ações. Além de cedermos os carros, vamos cuidar da manutenção desses veículos para que eles não parem de circular”, disse Vitor Júnior.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas