Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 4,9892 | Euro R$ 5,4003
Search

Brasileiro tenta matar Cristina Kirchner, vice-presidente da Argentina

Cristina Kirchner teve uma arma apontada para o seu rosto

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 02 de setembro de 2022 - 16:10
Arma falhou no momento do disparo
Arma falhou no momento do disparo -

A vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi vítima de uma tentativa de homicídio, na noite da última quinta-feira (01). Ela chegava em casa em meio a uma multidão de apoiadores no momento em que sofreu o ataque.

O crime foi cometido por um brasileiro, identificado como Fernando Sabag Montiel, de 35 anos, que apontou uma arma para a cabeça de Kirchner que só não se lesionou porque o revólver falhou.

“Cristina continua viva porque, por um motivo que ainda não foi confirmado tecnicamente, a arma que tinha cinco balas não disparou apesar de ter sido acionada”, disse Alberto Fernández, presidente da Argentina.

Fernández declarou feriado nacional nesta sexta-feira (02), e classificou o ataque como o mais grave desde 1983, quando o país voltou a ser uma democracia.

“Estamos diante de um fato com uma gravidade institucional e humana extrema. Atentaram contra a nossa vice-presidente e a paz social foi alterada. Este atentado merece o mais enérgico repúdio de toda a sociedade argentina e de todos os setores políticos”, completou o presidente.

Matérias Relacionadas