Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,2536 Euro down 5,4905
Search

Moro vira réu em ação por prejuízos causados a Petrobras

Ação popular movida por deputados do PT tramita na Justiça Federal do Distrito Federal

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 24 de maio de 2022 - 14:09
Ex-juiz Sérgio Moro  criticou tal ação
Ex-juiz Sérgio Moro criticou tal ação -

O ex-juiz Sérgio Moro (União Brasil) virou réu em uma ação popular movida por deputados do Partido dos Trabalhadores (PT) na Justiça Federal do Distrito Federal. A representação alega que Moro deveria ressarcir os cofres públicos por supostos prejuízos causados à Petrobras durante sua atuação na Operação Lava Jato.

A citação de Moro no processo foi determinada pelo juiz Charles Renaud Frazão de Morais, nesta segunda-feira (23). Na petição inicial, protocolada pelos petistas no dia 27 de abril, não foi determinado o valor da indenização a ser paga pelo juiz em caso de condenação.

Segundo a ação, de autoria dos deputados Erika Kokay, José Guimarães, Natalia Bonavides, Paulo Pimenta e Rui Falcão, durante seu período como juiz da Lava Jato, Moro teve "condutas atentatórias ao patrimônio público e à moralidade administrativa, as quais tiveram severos impactos na economia do país e em sua estabilidade democrática e institucional."

Ainda de acordo com o documento, “os desvios de finalidade, excessos e abusos" do ex-juiz ao longo da Operação geraram "um cenário de desarranjo econômico de altíssimo custo social em nosso país." Em nota, Moro rebateu as acusações.

“A ação popular proposta por membros do PT contra mim é risível. Assim que citado, me defenderei. A decisão do juiz de citar-me não envolve qualquer juízo de valor sobre a ação. Todo mundo sabe que o que prejudica a economia é a corrupção e não o combate a ela. A inversão de valores é completa: Em 2022, o PT quer, como disse Geraldo Alckmin, não só voltar à cena do crime, mas também culpar aqueles que se opuseram aos esquemas de corrupção da era petista.”, sustentou

Matérias Relacionadas