Lula critica teto de gastos e defende reforma trabalhista que garanta direitos do trabalhador

Declaração foi dada durante coletiva a youtubers e outros membros da mídia independente

Escrito por Redação 27/04/2022 13:08, atualizado em 27/04/2022 13:42
Ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva . Foto: Divulgação EBC

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a criticar o teto de gastos instituído pelo governo Michel Temer e defender uma reforma trabalhista adaptada à realidade do trabalhador brasileiro, durante entrevista coletiva para youtubers e outros membros da mídia independente.

"Nós não aceitamos a lei do teto de gastos. Essa coisa do teto de gastos, ela foi feita para garantir que os banqueiros tivessem o deles no final do ano. E nós queremos garantir que o povo terá o seu todo dia, todo mês e todo ano. Fazer política social não é gasto, fazer política social é investimento.", sustentou o petista.

Lula disse que a área da saúde receberá atenção especial no caso de uma eventual gestão sua e ressaltou a importância da criação de uma mesa de empresários, trabalhadores, governo e universidades para debater as leis trabalhistas. O petista também voltou a falar sobre a necessidade de implementar uma política econômica distributiva e de transferência de renda no país.

"A gente quer uma mudança na estrutura patrão e empregado em que seja levado em conta os direitos que a sociedade brasileira tem que ter. É preciso que o povo tenha recursos. Na hora que o povo tem recursos, temos capacidade de produzir, temos tecnologia, temos agricultura familiar altamente produtiva.", afirmou.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas