Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar R$ 5,1937 | Euro R$ 5,5292
Search

Gabriel Monteiro faz fiscalização em UPA apesar de proibição judicial

Caso aconteceu na UPA de Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 14 de abril de 2022 - 13:43
O vereador pode ter o mandato cassado após acusações de assédio sexual e moral
O vereador pode ter o mandato cassado após acusações de assédio sexual e moral -

O vereador do Rio, youtuber e ex-PM Gabriel Monteiro (PL) fez uma vistoria, na tarde desta quarta-feira, na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio. A polícia precisou ser acionada por causa do "comportamento agressivo do vereador com os profissionais de plantão", segundo informou a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) na manhã de hoje (14). As informações foram divulgadas pelo "Bom dia Rio", da TV Globo.

Investigado por assédio sexual e moral, Gabriel Monteiro recebeu uma determinação da Justiça para que ele não entre mais em hospitais e outras unidades de saúde da cidade para fazer inspeções e fiscalizações. Além disso, ele deve estar acompanhado de apenas um assessor. No entanto, a SMS informou que ele estava acompanhado por quatro assessores”, ferindo mais uma determinação da Justiça.

Segundo os funcionários da unidade de saúde, Monteiro chegou na UPA por volta das 17h e saiu de lá somente às 18h. A fiscalização só terminou após a chegada da PM, que foi acionada pelos funcionários. Segundo a SMS, “no momento da visita quatro médicos estavam de plantão na unidade”. Durante toda a 'vistoria', os assessores do político filmavam a passagem dele pela UPA.

A ida à UPA ainda não foi publicada pelo vereador em suas redes sociais.

No mês passado, o Tribunal de Justiça do Rio determinou que Monteiro pagasse R$ 20 mil de multa a um médico da UPA de Magalhães Bastos, na Zona Norte do Rio, por danos morais. O juiz Mauro Nicolau Junior também determinou que o vereador está proibido de veicular imagens de médicos e funcionários sem autorização.

Também por decisão da Justiça, ele teve que apresentar em até cinco dias o termo de consentimento de cada um dos servidores filmados em vídeos anteriores, que estão em seu canal no Youtube.

Gabriel Monteiro, atualmente investigado, pode ter o mandato cassado na Câmara dos Vereadores do Rio. Na terça-feira (12) foi sorteado como relator do processo disciplinar, no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar. Na reunião que definiu o relator também foram incluídas novas denúncias contra o parlamentar, como um vídeo em que ele aparece dando beijos no pescoço e acariciando uma criança de dez anos. 

Matérias Relacionadas