Caetano Veloso deve processar Bolsonaro por uso de música sem permissão

Bolsonaro usou músicas de artistas que ele e seus aliados perseguem para promover ações governamentais

Escrito por Redação 02/04/2022 16:27, atualizado em 02/04/2022 16:57
Malu Mercury e Flora Gil, avaliam a situação para abrir um processo jurídico
Malu Mercury e Flora Gil, avaliam a situação para abrir um processo jurídico . Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Caetano Veloso vai processar o presidente Jair Bolsonaro por uso indevido de sua voz, utilizada em uma publicação feita neste sábado (2), visando promover os investimentos do seu governo para defesa civil.

Bolsonaro publicou um story no Instagram promovendo as ações do governo com a música “Andar com Fé”, de Gilberto Gil, porém na versão feita para o álbum ‘Dois Amigos’, que contém Caetano Veloso.

Além de Gilberto Gil e Caetano Veloso, Bolsonaro usou músicas de outros artistas que são declaradamente contra seu governo. Em seus outros stories, músicas de Gloria Groove, Preta Gil e Daniela Mercury foram usadas.

De acordo com o advogado de Caetano, Caio Mariano, mesmo que as músicas estejam na biblioteca digital do instagram, não é autorizado o uso discriminado e ainda mais para fins de propagação institucional e política, como Jair Bolsonaro teria feito.

Além de Caetano Veloso, as esposas, Malu Mercury casada com Daniela Mercury, Flora Gil casada com Gilberto Gil, estão avaliando a situação para tomar meios judiciais contra Bolsonaro. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas