PL quer disputar filiação de Bolsonaro com o PP

Cúpula do partido traçou estratégias para filiação do presidente

Escrito por Redação 21/10/2021 15:54, atualizado em 21/10/2021 16:54
Bolsonaro está sem partido desde 2019, quando deixou o PSL
Bolsonaro está sem partido desde 2019, quando deixou o PSL . Foto: Carolina Antunes/PR

Líderes do Partido Liberal (PL) se reuniram na tarde de quarta-feira (20), em Brasília, para costurar as articulações para a filiação de Jair Bolsonaro (sem partido) até o fim do mês. Apesar de o presidente estar em diálogo com o Progressistas (PP), ele ainda não definiu o partido que deve se filiar para disputar a eleição do próximo ano.

As informações são da jornalista Basília Rodrigues, da CNN Brasil. De acordo com ela, a reunião aconteceu no apartamento do senador Wellington Fagundes em meio ao dia conturbado para o governo devido à apresentação do relatório final da CPI da Covid-19, que pediu o indiciamento do presidente Jair Bolsonaro por nove crimes. 

Entre os presentes à reunião estavam alguns dos principais nomes do partido, como o presidente, Valdemar Costa Neto, o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM), a ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (PL-DF), e os senadores Jorginho Melo (PL-SC) e Carlos Portinho (PL-RJ). Também foi convidada a deputada Bia Kicis, do PSL, que é presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CJJ) da Câmara, uma das mais importantes.

Diversos partidos têm apresentado interesse pela filiação do presidente. Isso porque sabem que Bolsonaro irá levar consigo parte da ala bolsonarista que ainda está no PSL.

Segundo a jornalista Basília Rodrigues, os participantes do encontro acreditam que o PL tem mais chances do que o PP, já que estão dispostos a aceitar indicações do presidente para o controle de diretórios regionais e nomes de candidatos para as eleições de 2022.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas