Justiça autoriza ex-governador Pezão a retirar tornozeleira eletrônica

Decisão é do Juiz Marcelo Bretas

Escrito por Redação 21/10/2021 14:01, atualizado em 21/10/2021 15:01
Pezão foi condenado a 98 anos de prisão em junho deste ano
Pezão foi condenado a 98 anos de prisão em junho deste ano . Foto: Divulgação

O ex-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, retirou, nesta quinta-feira (21), a tornozeleira eletrônica. O monitoramento foi suspenso na quarta-feira (20) por uma decisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio. 

Em junho deste ano, Bretas condenou o ex-governador a 98 anos de prisão por conta das investigações da Operação Boca de Lobo, uma das ações da Lava-Jato. As investigações mostraram que Pezão, além de integrar a organização criminosa liderada pelo também ex-governador Sérgio Cabral, foi seu sucessor nas práticas ilícitas ao comandar o estado.

A pena de 98 anos, 11 meses e 11 dias é pelos crimes de corrupção passiva, ativa, organização criminosa e de lavagem de dinheiro. No entanto, Pezão poderá responder em liberdade, já que a primeira condenação foi proferida na primeira instância. 

De acordo com Bretas, a determinação para retirada do aparelho já constava na sentença condenatória. O governador foi a uma unidade prisional da Polícia Militar para remover o dispositivo eletrônico. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas