Diretor-geral da PF afasta delegado que conduzia investigações sobre o filho do presidente

Hugo de Barros Correia ficou menos de cinco meses no cargo

Escrito por Redação 08/10/2021 14:59, atualizado em 08/10/2021 15:42
Maiurino tem costume de tirar do cargo aqueles que não se adequam ao seu modelo de trabalho
Maiurino tem costume de tirar do cargo aqueles que não se adequam ao seu modelo de trabalho . Foto: Reprodução

O diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino, decidiu substituir o delegado Hugo de Barros Correia da superintendência da PF no Distrito Federal. Correia entrou na gestão em meados de maio deste ano, ficando menos de cinco meses na posição.

Hugo de Barros Correia foi nomeado pela direção atual, sendo uma recomendação de outros delegados, que foi acolhida por Maiurino, mas os dois nunca tiveram proximidade.

A superintendência da PF no Distrito Federal concentra inquéritos e investigações envolvendo membros da família Bolsonaro. O primeiro é o inquérito das fake news. Outro inquérito é o que apura organização criminosa dos atos antidemocráticos e o da live com ataques às urnas eletrônicas feita por Jair Bolsonaro. Ambos sob relatoria de Alexandre de Moraes, do STF.

Ainda na superintendência do DF, está também a investigação sobre possível tráfico de influência cometido pelo filho 04 de Bolsonaro, Jair Renan.

Desde que assumiu o posto de diretor-geral, Maiurino tem tirado do cargo aqueles que não se adequam ao seu modelo de trabalho. Esta, no entanto, é a primeira vez que ele fez mudanças significativas envolvendo uma nomeação feita por ele mesmo. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas