PF faz busca e apreensão em casa de ex-estagiária de ministro do STF

Informação foi divulgada pela CPI da Covid

Escrito por Redação 07/10/2021 16:01, atualizado em 07/10/2021 16:44
Ex-estagiária trabalhava no gabinete do ministro Ricardo Lewandowski
Ex-estagiária trabalhava no gabinete do ministro Ricardo Lewandowski . Foto: Divulgação/STF

Policiais federais cumpriram um mandado de busca e apreensão em um endereço ligado a Tatiana Bressan, ex-estagiária do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF). Ela é suspeita de agir como 'espiã' na Corte, repassando informações ao blogueiro bolsonarista Allan dos Santos.

Os policiais chegaram ao endereço de Tatiana, no Lago Norte, região nobre de Brasília, por volta das 14h. Ela foi conduzida à Superintendência da Polícia Federal, onde prestou depoimento. A CPI da Pandemia apurou que a ex-estagiária se colocou à disposição de Allan dos Santos, dono do canal 'Terça Livre', para repassar informações sobre ministros do STF. 

A proposta partiu de Allan dos Santos, de acordo com as mensagens obtidas pela comissão. O blogueiro propôs que ela atuasse como “informante” dele sobre assuntos que tramitavam na corte e no gabinete do ministro Ricardo Lewandowski.

Nas redes sociais, Allan disse que Tatiana era sua "fonte" e que, com o vazamento de seu nome, o exercício jornalístico havia sido violado. 

O blogueiro é alvo de uma série de investigações sobre ameaças a ministros do STF e disseminação de informações falsas. Após a divulgação das conversas de Tatiana e Allan, ela foi chamada a depor pelo ministro Alexandre de Moraes, relator dos inquéritos que apuram os supostos delitos de bolsonaristas nas redes.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas