Bolsonaro vai à Câmara nesta segunda-feria (9) apresentar PEC referente ao Bolsa Família

Caso a emenda seja aprovada, valor do auxílio pode chegar a R$400

Escrito por Redação 08/08/2021 16:09, atualizado em 08/08/2021 16:23
Bolsonaro apresenta proposta de emenda constitucional ao texto do Bolsa Família
Bolsonaro apresenta proposta de emenda constitucional ao texto do Bolsa Família . Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro vai à Câmara na próxima segunda-feira (9) entregar uma proposta de emenda constitucional (PEC) e uma medida provisória acerca do Bolsa Família. A PEC é vista como uma forma de restituir a reputação do governo Bolsonaro, que vem sofrendo sucessivos desgastes nos últimos anos.

O programa da Secretaria Nacional de Renda e Cidadania (Senarc) foi criado em 2003 pelo governo do então presidente Lula com o intuito de combater a pobreza e reduzir a desigualdade social no Brasil. Segundo texto do Ministério da Cidadania, seus pilares são a promoção do complemento da renda, a ampliação do acesso da população aos seus direitos e o estímulo do desenvolvimento das famílias em articulação com outros projetos sociais.

O mandatário vai se reunir com o presidente da câmara dos deputados, Arthur Lira, em seu gabinete para discutir as propostas. É sabido que no texto consta um aumento no valor do auxílio distribuído pelo governo federal, mas não se sabe ao certo qual será a nova quantia. A estimativa é de que a mudança custe de R$25 a R$30 bilhões aos cofres públicos.

Segundo o presidente, o valor do benefício pode chegar a R$400 caso a PEC seja aprovada, um aumento de 108% em relação aos R$192 distribuídos originalmente pelo governo. Contudo, o deslocamento da verba necessária para isto não tem a aprovação da equipe econômica do mandatário, comandada pelo Ministro Paulo Guedes. Além disso, Lira afirmou ainda essa semana que quase o valor exceda o teto de gastos previsto pela união, a emenda não será aprovada.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas