Em manifesto ao STF, Bolsonaro fala que não foi irresponsável ao participar de aglomerações

O ministro Edson Fachin havia estipulado cinco dias para posicionamento do presidente acerca das aglomerações

Escrito por Redação 09/06/2021 13:43, atualizado em 09/06/2021 14:31
Presidente Jair Bolsonaro respondeu à solicitação do STF
Presidente Jair Bolsonaro respondeu à solicitação do STF . Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou, em resposta à indagação do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que não considera irresponsável a quebra dos protocolos contra o avanço da Covid-19 ao participar e promover aglomerações.

“A adoção de medidas pelo Governo Federal, capitaneadas pelo Chefe do Poder Executivo Federal, têm por escopo combater o novo Coronavírus, o que, por si só, afasta a alegação de irresponsabilidade imputada ao Presidente da República quanto à observância de medidas necessárias ao enfrentamento da pandemia”, diz o texto.

O ministro do STF havia estipulado cinco dias para resposta do Planalto acerca das aglomerações, depois do PSDB realizar ação que obriga o presidente a respeitar as normas de segurança contra a propagação da doença, como utilizar máscara e manter o distanciamento social.

De acordo com o governo, já foram implementadas 'diversas ações' para combater a pandemia do Coronavírus e, com isso, seria 'dispensável' qualquer ordem que ultrapasse os decretos vigentes.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas