Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Lula supera potencial de votos de Bolsonaro em cenário para 2022

Pesquisa feita pelo Ipec indica que 50% dos entrevistados votariam ou poderiam votar em Lula

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 07 de março de 2021 - 12:27
Pesquisa indica que Lula tem um potencial de votos maior que o de Bolsonaro para 2022
Pesquisa indica que Lula tem um potencial de votos maior que o de Bolsonaro para 2022 -

Em um levantamento realizado pelo Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria) que tenta medir o potencial de voto de dez possíveis candidatos nas eleições presidenciais de 2022, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aparece em primeiro na lista, acima do atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Segundo a pesquisa,  50% dos entrevistados disseram que votariam ou poderiam votar em Lula, superior à Bolsonaro, com 38%. Na parte de rejeição, 44% afirmam que jamais votariam no petista, enquanto que 56% não votariam de maneira nenhuma pela reeleição do atual chefe do executivo.

Lula está, neste momento impedido de concorrer pela Lei da Ficha Limpa, mas busca mudar essa condição judicialmente. Os representantes do ex-presidente tentam anular as sentenças dos casos que envolvem imóveis em Guarujá e Atibaia. Publicamente, o petista afirma que não pretende se candidatar em 2022.

O Ipec não calcula um possível cenário em que Lula e Bolsonaro se enfrentem, apenas é levado em conta o teto e o piso de candidatos que podem estar na corrida eleitoral de 2022, ao medir a aceitação e rejeição dos nomes. O instituto cita postulantes à presidência e questiona se o eleitor com certeza votaria nele, se poderia votar, se não votaria de jeito nenhum ou se não o conhece o suficiente para responder. Respostas positivas formam um potencial de votos.

Atrás de Lula e Bolsonaro estão os nomes de Sérgio Moro (31%); Luciano Huck (28%); Fernando Haddad (27%); Ciro Gomes (25%); Marina Silva (21%); Luiz Henrique Mandetta (15%); João Doria (15%); e Guilherme Boulos (10%).

Marina, Huck, Doria, Ciro e Haddad são rejeitados por, respectivamente, 59%, 57%, 56%, 53% e 52%, em porcentagem semelhante a Bolsonaro. Moro aparece com 50% de rejeição.

Para realizar a pesquisa, o Ipec ouviu 2.002 pessoas em 143 municípios do País entre os dias 19 e 23 de fevereiro. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos.

Matérias Relacionadas