Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,0741 Euro down 5,2058
Search

"Chega de frescura e mimimi. Vão chorar até quando?" diz Bolsonaro sobre pandemia

Presidente voltou a falar que STF retirou sua autoridade no combate à doença

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 04 de março de 2021 - 16:54
Presidente voltou a falar que STF retirou sua autoridade no combate à doença
Presidente voltou a falar que STF retirou sua autoridade no combate à doença -

O presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar as medidas de restrição de circulação que estão sendo adotadas por governadores e prefeitos contra a covid-19. Durante um evento em Goiás nesta quarta-feira (3), ele afirmou que o país precisa parar com "frescura" e "mimimi" e enfrentar os problemas.

"Temos que enfrentar nossos problemas. Chega de frescura, de mimimi, vamos ficar chorando até quando? Respeitar obviamente os mais idosos, aqueles que tem doenças. Mas onde vai parar o Brasil se nós pararmos?", disse Bolsonaro.

Durante o discurso, o presidente voltou a afirmar, de forma inverídica, que o Supremo Tribunal Federal (STF) "castrou" sua autoridade em relação à formulação e tomada de decisões no combate à pandemia. No entanto, a decisão da corte estabeleceu que Estados e municípios também podem estabelecer políticas e têm o poder de decidir, por exemplo, sobre fechamento de comércio e escolas. Nesse caso, a União ainda pode formular e planejar ações contra o vírus.

"Como eu gostaria de ter o poder, que deveria ser meu, para definir essa política. Para isso que muitos de vocês votaram em mim", disse o presidente. "Eu fui eleito para comandar o Brasil. Espero que esse poder me seja restabelecido."

Bolsonaro ainda afirmou que as políticas de restrição de circulação são uma forma "ignorante, burra e suicida" de combater a Covid-19. Na quarta-feira (3), o país bateu mais um recorde diário, com 1910 mortes em um dia, chegando a 259.271, cerca de 10% de todas as mortes por Covid-19 ocorridas no mundo.

Ainda na noite de ontem (3), em conversa com apoiadores na chegada ao Palácio da Alvorada, Bolsonaro chegou a dizer que, por ele, jamais haveria lockdown. Apesar das restrições, nenhum estado brasileiro chegou a fazer um controle tão restritivo como é o lockdown.

"Até quando vão ficar dentro e casa, até quando vai se fechar tudo? Ninguém aguenta mais isso. Lamentamos as mortes repito, mas temos que ter uma solução", disse o presidente. "Eu apelo aqui, já que me foi castrada a autoridade, para que governadores e prefeitos repensem a política do fechar tudo. O povo quer trabalhar."

Matérias Relacionadas