Lula pode voltar a se candidatar em 2022: "para derrotar o tal bolsonarismo"

Lula foi presidente do país por 8 anos

Escrito por Redação 19/02/2021 08:41, atualizado em 19/02/2021 10:20
Ele disse que, caso haja uma "razão maior", ele participaria da lista de candidatos das eleições.de 2022
Ele disse que, caso haja uma "razão maior", ele participaria da lista de candidatos das eleições.de 2022 . Foto: Reprodução/Internet

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), nesta quinta-feira (18), falou sobre uma possível candidatura à Presidência em 2022. Segundo informou, apesar de não ter pretensão de concorrer, mas caso haja uma "razão maior", ele participaria da lista de candidatos das eleições. Uma razão maior para Lula pode ser a ideia de criar uma chapa oposta e mais forte que a de Bolsonaro, para evitar que este último consiga se reeleger e assumir a presidência novamente.

"Vai depender das circunstâncias políticas e em que momento for decidido. Vai depender do PT, das candidaturas, das alianças políticas que a gente for fazer, se vai ser necessário ou não eu ser candidato", contou Lula ao UOL. Ele ainda concluiu: Eu já fui presidente, não necessariamente preciso novamente ser presidente".

Para que Lula volte a concorrer, ele precisa que o Supremo Tribunal Federal (STF) aprove o restabelecimento de seus direitos políticos, mas Lula segue disponível. "Eu tenho certeza de que, se for necessário para derrotar o tal bolsonarismo, não tenha dúvida nenhuma de que me colocarei à disposição", contou ele.

Lula ainda finalizou afirmando que mesmo que não se candidate, ele pode ser cabo eleitoral de outro político, como, por exemplo, de Ciro Gomes (PDT), que já atacou o PT outras vezes. Além disso, ele pediu que candidatos que fazem oposição a Bolsonaro se unam.

Vale lembrar que os rumores indicavam que, além de Lula, Luciano Huck desejava se candidatar à Presidência em 2022. Até o momento, no entanto, nada foi anunciado oficialmente e, com a saída de Faustão da Globo, o apresentador do 'Caldeirão do Huck' pode começar a repensar suas escolhas.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas