Lira tenta acordo com STF e busca Bolsonaro para falar sobre prisão de Daniel Silveira

Ao presidente, Lira disse que congresso deve manter prisão do deputado

Escrito por Redação 18/02/2021 13:12, atualizado em 18/02/2021 14:06
Ao presidente, Lira disse que congresso deve manter prisão do deputado
Ao presidente, Lira disse que congresso deve manter prisão do deputado . Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, propôs um acordo ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fux e ao ministro Alexandre de Moraes, que expediu a ordem para prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL).

De acordo com a proposta de Lira, os ministros deveriam aceitar que os deputados revoguem a prisão de Daniel Silveira no plenário. Por outro lado, a corte poderia transformar a prisão em outras medidas cautelares, como a proibição de que ele utilize redes sociais, a utilização de tornozeleira eletrônica ou a conversão em prisão domiciliar. O presidente da câmara dos deputados também pretende garantir aos Ministro uma punição severa no Conselho de Ética da Câmara, que atualmente está com os trabalhos paralisados. 

No entanto, as lideranças políticas da câmara acreditam que o STF não vá aceitar o acordo proposto por Lira, principalmente depois de a decisão ter sido referendada por todos os 11 ministros da Corte e a Procuradoria-geral da República apresentar uma denúncia contra Daniel Silveira. Os dirigentes e lideranças também acreditam que não vale a pena o desgaste do parlamento com a corte por conta do deputado, considerado por dirigentes do centrão como um parlamentar ‘que “não é do corpo da casa”.

LIRA BUSCA BOLSONARO

Ainda na manhã desta quinta-feira (18), o presidente da câmara se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro para discutir o caso do deputado Daniel Silveira. O encontro não estava previsto na agenda oficial de nenhum dos dois políticos. Desde o início do caso, o planalto e o presidente da república não se pronunciaram oficialmente e foram orientados por aliados a ficarem afastados da matéria.

A pauta central do encontro não foi divulgada, mas enquanto estava no Palácio, Lira afirmou através de suas redes sociais que não haveria conflitos entre instituições e afirmou que elas são mais importantes que as pessoas. Segundo o jornal Estadão, Lira disse a Bolsonaro que o congresso deve manter a prisão de Daniel Silveira, que é aliado do presidente, para não travar as pautas do congresso e prejudicar o parlamento com a corte.

De acordo com a CNN Brasil, o filho do presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro, participou do encontro. Ele tem recursos no STF sobre seu processo em que foi denunciado por desvio e lavagem de dinheiro.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas