Acusada de arquitetar morte do marido, Flordelis se torna titular de comissão na Câmara

Alem da nomeação, deputada recebeu cerca de R$ 10 milhões do governo

Escrito por Redação 03/02/2021 11:14, atualizado em 03/02/2021 12:09
Flordelis recebeu nomeação para a Secretaria da Mulher da Câmara
Flordelis recebeu nomeação para a Secretaria da Mulher da Câmara . Foto: Divulgação

A deputada federal Flordelis (PSD) se tornou titular da Secretaria da Mulher da Câmara dos Deputados. A nomeação entrou no perfil da parlamentar no site da Casa, nessa terça-feira (02).

Flordelis é ré na suspeita de arquitetar a morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, assassinado em junho de 2019. Ela também é investigada por quebra de decoro parlamentar pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, o que pode resultar na perda do mandato como deputada federal.

No último dia 19, a Procuradoria de Justiça deu parecer favorável para afastar a cantora gospel do cargo de deputada enquanto ocorresse a primeira fase do processo criminal. A decisão agora é responsabilidade dos desembargadores da 2° Câmara Criminal. O desembargador Celso Ferreira Filho, relator do processo na 2° instância, decidiu que o julgamento do recurso seja colocado em pauta.

Segundo a Revista Veja, Flordelis recebeu aproximadamente R$ 10,1 milhões para emendas do governo. De acordo com informações da reportagem, o Portal da Transparência do governo mostra que foi liberado o montante por meio de emendas parlamentares.

A matéria aponta que, em 2020, R$ 2,8 milhões seriam encaminhados também através de emendas, mas não chegou a ser concluída a ação.

Além de Flordelis, mais 10 pessoas foram indiciadas pelo assassinato do marido. Ela alega ser inocente e diz que foi alvo de uma armadilha.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas