Após ser eleito para a presidência da Câmara, Arthur Lira realiza festa para 300 pessoas

Apesar de falar em medidas de combate à pandemia, deputado fez festa sem máscara e com aglomeração

Escrito por Redação 02/02/2021 10:22, atualizado em 02/02/2021 11:17
Arthur Lira comemorou a vitória contrariando recomendações de saúde em relação à pandemia
Arthur Lira comemorou a vitória contrariando recomendações de saúde em relação à pandemia . Foto: Divulgação/Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Depois de ser eleito o novo presidente da Câmara e substituir Rodrigo Maia (DEM-RJ), Arthur Lira (Progressistas-AL) falou sobre colocar medidas de combate à pandemia em votação. No entanto, para comemorar a eleição, Lira promoveu uma festa com aglomeração em uma casa no Lago Sul, em Brasília, com cerca de 300 pessoas no local.

Além do próprio presidente da Câmara, poucas pessoas na festa utilizavam máscara. Entre os convidados estavam ministros do governo de Jair Bolsonaro, como Fabio Wajngarten (Secretaria de Comunicações), Jorge Seif (Secretaria da Pesca) e Fabio Faria (Comunicações). Outro ministro presente foi Luiz Eduardo Ramos, da Secretaria do Governo e que ajudou a articular a campanha de Lira.

Além dos ministros, compareceu políticos aliados como o presidente do PTB, Roberto Jefferson, e até mesmo quem não apoiou a eleição de Lira, caso da deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

Na festa, um telão exibia momentos da campanha de Lira. No meio da celebração, Lira fez um discurso dizendo que "a partir de amanhã, a vida é dura" e foi abraçado por várias pessoas, contrariando as normas de segurança recomendadas pelas autoridades de saúde contra a propagação da covid-19.

Outro discurso de Lira, antes da festa, vai de encontro com suas ações no evento. No plenário da Câmara, ele pediu um minuto de silêncio em homenagem aos mortos pelo vírus no Brasil.

"Temos que fortalecer a rede de proteção social. Temos que vacinar, vacinar e vacinar o nosso povo", afirmou Lira.

Nas redes sociais, uma das pessoas que comemorou a eleição de Lira foi uma das apoiadoras do novo presidente da Câmara, a deputada Flordelis (PSD-RJ), que é acusada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) de ter articulado o assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo.

"Chegou o momento de avançar, momento de colocarmos e votarmos pautas que conduzirão o Brasil à dias melhores", disse a deputada. "Agora a câmara terá voz", completou.

/Arthur Lira comemorou a vitória contrariando recomendações de saúde em relação à pandemia
Arthur Lira comemorou a vitória contrariando recomendações de saúde em relação à pandemia. Foto por Divulgação/Cleia Viana/Câmara dos Deputados
/Uma das apoiadoras de Lira, a deputada Flordelis comemorou a eleição na Câmara
Uma das apoiadoras de Lira, a deputada Flordelis comemorou a eleição na Câmara. Foto por Reprodução/Instagram

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas