PGR recebe ação para investigar gastos de R$ 1,8 bi do governo com alimentos

Despesas aumentaram 20% em comparação ao ano de 2019

Escrito por Redação 27/01/2021 10:09, atualizado em 27/01/2021 13:20
As informações com as despesas foram divulgadas pelo jornal Metrópole
As informações com as despesas foram divulgadas pelo jornal Metrópole . Foto: Divulgação/ Agência Brasil

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o deputado David Miranda (PSOL-RJ) encaminhou uma ação à Procuradoria-Geral da República (PGR) solicitando que o procurador-geral, Augusto Aras, apure os gastos de R$ 1,8 bilhão do governo federal em bebidas e alimentos no ano de 2020.

Caso a PGR acate o requerimento e investigue o caso,o deputado pede, ainda, que o presidente Jair Bolsonaro seja responsabilizado. A demanda também teve as assinaturas das deputadas Sâmia Bomfim (PSOL-RJ), Vivi Reis (PSOL-PA) e Fernanda Melchionna (PSOL-RS).

"Há que se falar do desmonte das políticas de segurança alimentar e nutricional e soberania alimentar. Nesse sentido, esse desmonte vai ao encontro do agravamento das condições de vida da população pobre, que ficou completamente desprovida de assistência, gerando, assim, um quadro de crescimento da pobreza e abandono", disse Miranda na ação. "Tal situação de caos e fome, aliada à atual crise sanitária decorrente da Covid-19, evidencia mais ainda o grau de desigualdade, o grau absurdo de pobreza e falta de condições da população trabalhadora de viver uma vida digna", completou.

As informações com as despesas foram divulgadas pelo jornal Metrópole. O veículo apontou também que os números aumentaram 20% em relação ao ano de 2019. 

Alguns exemplos que repercutiram bastante foram os gastos com leite condensado (R$ 15 milhões), vinho (R$ 2,5 milhões) e chicletes (R$ 2,2 milhões)

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas