Veteranos mantêm tradição gloriosa do Clube Cordeiro

Enviado Direto da Redação
Na cabeça de um homem, uma ideia: reunir amigos e formar um grupo, unidos pela amizade, pelo lazer, pela paixão da pratica de esporte.Então, no dia 1º de abril de 2000, Sergio Rosa, aposentado, 65 anos reuniu dois grandes amigos (Paulinho e Sandorica) e fundaram o Grupo Amigos do Cordeiro (GAC).
Carregando as cores do extinto veterano do Cordeiro (preto e branco) e do Cruzeirinho (branco e azul), o grupo divide duas séries de camisa de cada combinação e se reúnem aos domingos, como de costume, às 7h, no Campo do Cordeiro, em Santa Isabel. O grupo possui cerca de 30 integrantes, divididos entre peladeiros, ex-jogadores (profissional e amador), parentes e grandes amigos. Para Sergio Rosa, o encontro dominical é de total importância para ele.
"Eu tive essa ideia quando percebi que alguns amigos meus a partir dos 30 anos, deixavam de jogar. E como somos apaixonados por esporte, porque abandonar? Então comecei a convidá-los e hoje em dia estamos aí! Um grupo formado, construindo novas amizades", disse Sergio.
Como qualquer time amador ou profissional, o GAC também conta com uma diretoria, aonde membros do conselho administram o valor arrecadado da mensalidade. Toda ela é destinada para custeara participação de arbitragem todo domingo, compra de bolas, meiões, aluguel do campo e, se necessário, confecção de novas camisas e calções.
E para esquentar ainda mais aquela "rivalidade" sadia entre eles, existem alguns ex-jogadores profissionais com curtas passagens em clubes cariocas. É o caso do meia Dedei (ex-América), do ex-ponta esquerda Maurício (Flamengo), o Diego Avelar (ex-atacante com curta passagem no Canto do Rio). Além deles, o grupo conta com os irmãos Brant (Fernando, Marcos e Marcelo).
O fundador, Sergio Rosa contou também que o grupo é muito unido. Lá não tem espaço para brigas, discussões e desprezo. Caso precise tomar alguma medida por indisciplina, o conselho formado por cinco diretores, decide.
A diretoria do GAC é formada por: José Leandro (zero), José Carlos: (Guri), Ernesto Santos (canário), Weverton Raposo e Marcos Brant. "A mensagem que eu deixo para meus amigos é: não desistam de praticar esporte. Enquanto sua pernas te obedecerem, vá à luta e enfrente o desafio", encerrou Sergio Rosa.

Veja também