Mamãe Nota 10 já realizou cerca de 5 mil atendimentos

Programa orienta sobre aleitamento materno e higiene do bebê

Escrito por Redação 04/11/2015 19:58, atualizado em 04/11/2015 19:58
. Foto:

O programa Mamãe Nota 10, direcionado principalmente às mães de “primeira viagem”, que necessitam de orientação para cuidar de seus bebês, está comemorando dois anos de funcionamento com quase 5 mil atendimentos realizados. Iniciado em setembro de 2013, na Maternidade do Hospital Estadual Azevedo Lima, em Niterói, o programa busca humanizar o atendimento no pós-parto por meio de dicas sobre aleitamento materno, alimentação saudável, higiene do bebê, além de oferecer apoio psicológico
às mamães.

Diariamente, um bate-papo informal é realizado com as mães na unidade de saúde. As dúvidas são esclarecidas por uma equipe multidisciplinar composta por psicólogos, nutricionistas, fonoaudiólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais. Na conversa, informal e bem humorada, recursos como bonecos de pano e reproduções de seios, também de tecido, ajudam as mães a relaxarem e aprenderem sobre os cuidados com bebês, entre eles, como segurar a criança no ato da amamentação, estimular a produção de leite e dar banho nos bebês.

“Além das orientações básicas, incentivamos o aleitamento materno que é muito mais saudável e ainda nos permite trabalhar o fortalecimento do vínculo mãe e filho logo nos primeiros dias do nascimento” explicou a enfermeira Vanessa Oliveira, coordenadora de Enfermagem da Maternidade e que implantou o Mamãe Nota 10 no Azevedo Lima.

Com atividades em grupo, que variam de 40 a 60 minutos, o programa acontece de segunda a sexta-feira às 11h e às 14h, e nos fins de semana, na parte da tarde. Um certificado, espécie de diploma com o pezinho do bebê carimbado, é oferecido a cada participante antes da saída da unidade.

“Estou gostando das dicas, é bom aprender para depois fazer em casa. Não sabia que deveria começar o banho pela cabeça da criança. E tinha receio de limpar o cordão umbilical e machucar a minha filha” disse Laís da Silva Sena, de 16 anos, mãe da menina Ágatha Vitória.

Segundo o coordenador da Maternidade, o ginecologista e obstetra Carlos Garcia Malvone, apesar de o programa auxiliar as mamães de “primeira viagem”, as mulheres que já tiveram filhos também esclarecem suas dúvidas.

Fonte: JR Assessoria de Comunicação

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas