Niterói vacina 41 idosos e 985 profissionais da saúde

O dia foi marcado por muita emoção e gratidão neste segundo dia de imunização

Escrito por Redação 21/01/2021 20:45, atualizado em 21/01/2021 21:40
. Foto: Divulgação


Nesta quinta-feira (21), Niterói completa o segundo dia de vacinação contra a Covid-19, imunizando 41 idosos e 985 profissionais da saúde. O dia foi marcado com muita emoção, com alívio e a gratidão do grupo escolhido para a primeira etapa. A princípio, somente os profissionais da saúde, que estavam na linha de frente contra o novo vírus, e os idosos que vivem em lares de longa permanências, que foram selecionados para serem os primeiros a participarem da imunização. Após o recebimento de mais lotes de doses de vacinas, o grupo será ampliado, abrindo espaço para o aumento do público-alvo.

 

Ao todo, são 54 salas de vacina, além da imunização volante nas unidades públicas e privadas de saúde, e também nas instituições que abrigam os idosos. “Estamos muito felizes com a chegada da vacina ao município. Sempre atuamos de forma intensa no combate ao coronavírus e a vacina ratifica esse empenho. Niterói tem grande experiência em campanhas de vacinação e a cidade está preparada para imunizar sua população”, diz o secretário municipal de saúde, Rodrigo Oliveira, ressaltando a magnitude de manter as medidas de prevenção com o uso de máscaras, higienização com álcool em gel e o distanciamento social.

 

No Hospital Municipal Carlos Tortelly, 250 profissionais foram imunizados. Uma delas foi a coordenadora de Serviço Social, Marilu Gonçalves, de 42 anos, responsável pela equipe que realiza o acolhimento das famílias dos pacientes que contraíram o coronavírus atendidos pela unidade de saúde. “A impressão que dá é que estamos recebendo uma nova certidão de nascimento, um salvo conduto. Por mais que a gente use todos os equipamentos de segurança, a gente está sempre preocupada em contrair a doença e expor as pessoas ao nosso redor. Esperamos que logo a gente volte a viver com segurança”, diz Marilu emocionada, afirmando que ainda não é hora para deixarmos de lado as medidas de proteção impostas.

 

A enfermeira há 35 anos, Carmem Regina Colonese, que foi vacinada na Policlínica Regional Sérgio Arouca, em Santa Rosa, revela que é um marco muito grande desde que começou a ser administrada em outros países. “Foi muito emocionante receber a imunização na cidade de Niterói, principalmente para quem atuou na linha de frente desde o início da pandemia”, relata.

. Foto por Divulgação
. Foto por Divulgação
. Foto por Divulgação
. Foto por Divulgação
. Foto por Divulgação

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas