Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,1592 Euro down 5,3182
Search

Prefeitura do Rio proíbe queima de fogos e equipamentos de som em toda a orla da cidade

Ambulantes serão afetados pela nova medida

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 26 de dezembro de 2020 - 19:42
Acesso à Copacabana será restrito aos moradores do bairro
Acesso à Copacabana será restrito aos moradores do bairro -

O prefeito em exercício do Rio de Janeiro, vereador Jorge Felippe (DEM), anunciou mais medidas de restrição durante a virada do ano, com o objetivo de evitar aglomerações durante a data para evitar mais infecções por Covid-19. No início da semana, a prefeitura já havia anunciado que o acesso à Copacabana seria restrito apenas aos moradores do bairro. Desta vez, está proibida qualquer queima de fogos e o uso de equipamentos de som em toda a orla do Rio de Janeiro.

A queima de fogos será proibida  em toda a orla da cidade desde as 0h do dia 30 de dezembro até as 7h do dia 1º de janeiro. Hotéis não estão autorizados a acionar fogos de artifício. Já o uso de equipamento de som será proibido da 0h do dia 31 até as 6h do dia 1º.


Jorge Felippe já havia anunciado na última quarta-feira (23) que a Prefeitura do Rio proibirá o estacionamento de veículos na orla e entornos de Copacabana, além do bloqueio do transporte público que dá acesso ao bairro e proibição de festas privadas no calçadão e na areia.


Os quiosques, no entanto, ainda estão autorizados a funcionar da mesma forma que na reabertura, "com quantidade reduzida de mesas, distanciamento de 1,5 m entre elas, e seguindo todos os protocolos de segurança e higiene". 

Os ambulantes também terão que seguir novas restrições para o Réveillon. A permanência de barraqueiro em ponto fixo, tanto na areia da praia quanto no calçadão, ficará proibida das 0h do dia 31 às 6h do dia 1º. As novas medidas restritivas para a virada do ano estarão no decreto que será publicado no Diário Oficial da próxima segunda-feira (28). 

Matérias Relacionadas