Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,1592 Euro up 5,3246
Search

IFRJ São Gonçalo promove debate com Tainá de Paula e Preto Zezé sobre pandemia e ‘novo normal’

Evento acontece nesta terça-feira, às 10h

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 14 de dezembro de 2020 - 17:33
Evento encerra a VII Semana de Interatividade em Ação
Evento encerra a VII Semana de Interatividade em Ação -

A VII Semana de Interatividade em Ação do IFRJ São Gonçalo vai terminar em grande estilo nesta terça-feira (15), às 10h, no canal do campus no YouTube. A vereadora Tainá de Paula (PT/RJ) e o presidente da CUFA, Preto Zezé, são os convidados para debater o tema "2020 e a pandemia: existe um novo normal?", tema da semana acadêmica que se iniciou no dia 7 de dezembro.

No total, foram mais de 25 palestras, oficinas, rodas de conversas e minicursos oferecidos pelos professores do IFRJ, alunos, ex-alunos e colaboradores, com conteúdos curriculares e temas extracurriculares. O evento anual busca contribuir na disseminação de conhecimento e na popularização das ciências.

Para a mediadora do debate, Gleyce Figueiredo, que é a diretora de Pesquisa, Extensão e Assistência Estudantil do campus, Gleyce Figueiredo, refletir sobre o momento que a sociedade vive é fundamental. Além disso, abrir espaço para receber pessoas públicas comprometidas com pautas sociais também é importante.

“O nosso tema foi escolhido com toda a comunidade ‘2020 e a pandemia: existe um novo normal?’, em um tom de pergunta mesmo porque sabemos que 2020 ainda nos trará muitos desafios, sobretudo, em uma condição que a ameaça do vírus é constante e a gente vai ter de se cercar de cuidados para fazer as nossas atividades, além de manter a educação público e o seu propósito.

O campus compreende que é o momento para conversar com toda a comunidade sobre as mudanças provocadas pela Covid-19 na sociedade, as transformações tecnológicas, a democracia brasileira, a representatividade e o acesso à informação na mídia, além de abrir as portas para conhecimentos e pesquisas feitas nos cursos do campus: os técnicos em Química, Administração e Segurança do Trabalho, além da pós-graduação Ensino de Histórias e Culturas Africanas e Afro-brasileira.

“2020 chegou com muitos desafios e um dos que nós reconhecemos desde o início foi manter as atividades, manter as ações de extensão e atendimento a toda comunidade. Nesse sentido, reconhecemos que manter a semana acadêmica, mesmo que nesse formato virtual, é muito significativo para o ano difícil que a educação pública tem vivido”, ressalta Gleyce.

Com Tainá de Paula e Preto Zezé, o debate desta terça-feira sobre a pandemia e o novo normal acontece às 10h, no canal do YouTube, mais recente plataforma criada pelo campus para se aproximar da comunidade acadêmica e externa. Tem emissão de certificado para todos os espectadores.

SERVIÇO – 2020 E A PANDEMIA: EXISTE UM NOVO NORMAL?

QUANDO? Terça-feira (15), às 10h. ONDE? No YouTube do IFRJ São Gonçalo (https://www.youtube.com/watch?v=rA-4wdiKVMo)QUANTO? Gratuito e com emissão de certificado.

QUEM É TAINÁ DE PAULA?

Arquiteta e urbanista, vereadora eleita pelo PT na cidade do Rio, ativista das lutas urbanas. Atuou em diversos projetos de urbanização e habitação popular, realizando assistência técnica para movimentos de luta pela moradia como União de Moradia Popular (UMP) e Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST). Hoje presta assistência para o movimento Bairro a Bairro, onde atua como arquiteta e como mobilizadora comunitária em áreas periféricas.

QUEM É PRETO ZEZÉ?

Ex-lavador de carro nas ruas de Fortaleza, presidente nacional da Central Única das Favelas (CUFA), empresário, produtor cultural, repórter no quadro “Talentos da Comunidade” na TV Verdes Mares/afiliada da Rede Globo no Ceará, escritor, autor dos livros “A Selva da Pedra: a Fortaleza Noiada” (2014) e “Das Quadras Para o Mundo” (2019), consultor em planos de oportunidades para governos e empresas. Preto Zezé também é CEO e fundador do Lis - Laboratório de inovação social. Ativista de uma agenda positiva nas favelas para transformar o estigma em carisma e as dificuldades em oportunidades.

Matérias Relacionadas