Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Moradores do Jardim Catarina se unem e montam 'Árvore de Amizade' para celebrar Natal

Estrutura tem seis metros de altura e a iluminação foi doada por vizinhos

relogio min de leitura | Escrito por Daniel Magalhães | 12 de dezembro de 2020 - 17:51
Árvore da Amizade foi idealizada por Marcelo Aquino e recebeu ajuda de vizinhos e amigos
Árvore da Amizade foi idealizada por Marcelo Aquino e recebeu ajuda de vizinhos e amigos -

O Natal está chegando e, apesar das comemorações terem que se adaptar ao 'novo normal' causado pela pandemia do novo coronavírus, o espírito natalino de solidariedade e amor ao próximo continua. Moradores da Rua Lauro Sodré, no Jardim Catarina, deram um belo exemplo de como manter o sentimento vivo em tempos turbulentos como os atuais ao se unirem para montarem uma árvore de Natal que simbolize o companheirismo.

O autônomo Marcelo Aquino, de 50 anos, idealizador do projeto, reuniu vizinhos e colaboradores de um centro social da região para colocarem de pé uma imponente árvore que pudesse dar uma cara nova ao endereço e chamar a atenção de outros moradores.

A 'Árvore da Amizade', como é chamada pelo autônomo, teve sua estrutura soldada em formato de balão por ele e dois primos, que aproveitaram uma palmeira de seis metros que há na rua e encaixaram o aparato ao redor da árvore. Depois, todos foram convidados para contribuir com a iluminação da base da árvore.

"Eu pensei em fazer a árvore de seis metros e depois em como fazer. Daí surgiu a ideia de eu fazer uma boca de balão. Eu chamei os meus dois primos, que se interessaram e quiseram me ajudar a soldar. Nós soldamos a boca de balão fora da nossa palmeira [...] e chamei os amigos da academia para a gente encaixar a árvore na palmeira. Encaixamos na palmeira e aí tivemos a ideia da Árvore de Amizade. Se chama árvore da amizade porque precisávamos de doação de pisca-pisca. Então todos os atletas, vizinhos e amigos da localidade, todo mundo que gostou da ideia resolveu doar. Um doou uma caixa, outro três e foi como conseguimos iluminar a nossa árvore", explicou Marcelo.

Esta foi a primeira vez que Marcelo criou a árvore no bairro. Ele conta que pensou na ideia por causa da filha. "Desde quando ela era criança, tudo que eu faço é pensando nela em primeiro lugar", contou. Apesar desta ser a primeira árvore da Natal montada pelo autônomo, não é a primeira vez que ele faz algo pela comunidade onde mora. Pensando em tornar o local mais agradável, ele começou a colocar algumas ideias em prática neste ano.

Tinham dois lixões aqui na rua e ele transformou em um jardim comunitário, também fez uma academia ao ar livre, onde qualquer pessoa pode ter acesso.", contou a filha, Stephanny Aquino, que completa com mais ações que o pai fez pela comunidade: "Ele já fez dois eventos aqui. Uma festa junina, onde todos ajudaram um pouquinho (trazendo comidas típicas e prendas) e uma festa no dia das crianças, onde também foram distribuídos lanches e brinquedos de graça".

Com o fim de ano se aproximando, aumenta também o espírito de generosidade, mas ao longo ano tivemos grandes exemplos de pessoas e projetos sociais que demonstraram esse sentimento por conta da pandemia, que uniu as pessoas de outras formas além do contato físico. E é esta mensagem que o Marcelo Aquino e a filha querem passar com a Árvore da Amizade.

"Por causa de todo esse caos que essa doença trouxe, muitas famílias foram divididas, mas ainda existem duas coisa que nos une: Deus e o amor ao próximo, então mesmo estando longe das pessoas que a gente ama, que possamos cultivar esse amor e dar mais valor a todos os momentos que passamos em família", concluiu Stephanny.

*Estagiário sob supervisão de Thiago Soares

Matérias Relacionadas