Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Youtuber é preso acusado de matar namorada grávida para ter mais audiência em live

Vítima pode ter morrido de hipotermia

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 03 de dezembro de 2020 - 18:04
Ele poderá pegar, no mínimo, dois anos de prisão
Ele poderá pegar, no mínimo, dois anos de prisão -

Um youtuber russo foi preso, nesta quinta-feira, suspeito de ser responsável pela morte de sua namorada, que estava grávida, Valentina Grigoryeva, de 28 anos. Ele teria forçado a vítima a ficar apenas de roupas íntimas em uma varanda com temperaturas negativas para aumentar a audiência do canal e entreter os seguidores. As informações são do jornal The Sun.

Dono do canal ReeFlay, Stas Reshetnikov, de 30 anos, recebeu uma doação de 800 euros (cerca de R$ 5 mil) de um inscrito pedindo para que ele deixasse a namorada na varanda. Reshetnikov já havia abusado dela outras vezes em troca de dinheiro em outras lives do canal, como a vez em que ele a atacou com um spray de pimenta.

O youtuber transmitiu ele mesmo carregando o corpo da mulher até o sofá da sala, onde constatou que ela não estava respirando. "Valya, você está viva? Minha coelhinha, o que há com você? Valya, Valya, droga, você parece que está morta! Coelhinha, por favor, diga alguma coisa!", disse. "Companheiros, sem pulsação... ela está pálida. Não está respirando", completou.

Ele ainda deixou a live rolando enquanto ligava para a ambulância e a vítima era atendida por paramédicos.

Segundo a imprensa local, caso seja comprovada a morte por hipotermia, ele poderá pegar no mínimo dois anos de prisão.

Matérias Relacionadas