Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Apesar do aumento de casos da covid, Bolsonaro afirma querer a volta das aulas presenciais

Portaria do MEC que recomendava o retorno das aulas presenciais foi revogada

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 03 de dezembro de 2020 - 08:30
O presidente Jair Bolsonaro quer o retorno das aulas presenciais
O presidente Jair Bolsonaro quer o retorno das aulas presenciais -

Nesta quarta-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro criticou a resistência de reitores ao retorno das aulas presenciais. Em diálogo com apoiadores ao voltar para o Palácio da Alvorada, Bolsonaro afirmou desejar a retomada em todos os níveis de ensino, apesar do aumento de casos da covid no país.

"Estamos tentando a volta às aulas. Conversei agora com o ministro da Educação. Queremos voltar às aulas presenciais em todos os níveis, mas os reitores agora chegaram nele... 'não, queremos só começar em 2022'. Aí, no meu entender, não tem cabimento", afirmou o presidente aos apoiadores.

Bolsonaro se manifestou no mesmo dia em que o Ministério da Educação publicou uma portaria que recomendava o retorno das aulas presenciais nas instituições de ensino superior a partir de 4 de janeiro. No entanto, a decisão foi pressionada a revogar.

Com o avanço de casos do novo coronavírus, estado e instituições se preocupam em adotar cautelas para restabelecer rotinas. Na cidade de São Paulo, apenas aulas para o Ensino Médio estão autorizadas.

De acordo com o Estadão, a portaria do MEC poderia ser judicializada porque universidades possuem autonomia e há previsão legal para que governos regionais realizem medidas de caráter sanitário.

O governo acabou voltando atrás com a medida devido à repercussão negativa da portaria do ministro Milton Ribeiro, entre instituições e especialistas que afirmaram que a decisão era inconstitucional.

Matérias Relacionadas