Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down Euro down
Search

Operários são resgatados em condições de escravidão na Aeronáutica

O caso aconteceu em Anápolis (GO)

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 28 de novembro de 2020 - 11:22
Não havia higiene no local
Não havia higiene no local -

De acordo com informações da ‘Folhapress’, sete trabalhadores que construíam um hangar da Aeronáutica em Anápolis (GO), foram resgatados em condições similares à escravidão por uma equipe de auditores fiscais do trabalho e pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

As vítimas atuavam para uma empreiteira contratada pela Força Aérea para erguer uma estrutura metálica na Base Aérea de Anápolis, a 150 km de Brasília. Os operários viviam em um alojamento que se localizava a 4 km da base aérea, e faziam o trabalho diariamente contando aos sábados, domingos e feriados.

No lar dos trabalhadores, os auditores fiscais e procuradores do trabalho observaram falta de condições mínimas de acomodação e de higiene, além da falta de mantimentos. Foi registrado que os operários, encaminhados de outros estados para a cidade de Goiás, necessitavam recorrer à fritura de formigas tanajuras para poderem se alimentar.

Uma ação na Justiça do trabalho feita pelo MPT, solicitou a rescisão de contratos e o pagamento das verbas rescisórias, em caráter liminar (decisão provisória).

Matérias Relacionadas