Taxa de desemprego sobe e atinge novo recorde de 14,6%

Esta é maior taxa desde 2012

Escrito por Redação 27/11/2020 14:31, atualizado em 27/11/2020 15:29
O desemprego teve alta em 10 estados
O desemprego teve alta em 10 estados . Foto: Divulgação

O desemprego no Brasil bateu um novo recorde, chegando a 14,6% no trimestre que se encerrou em setembro, segundo os dados da Pnad Contínua do IBGE, divulgados nesta sexta-feira (27). Esta é a maior taxa de desemprego registrada pelo instituto desde 2012. O desemprego teve alta em dez estados e, em apenas três meses, mais de 1,3 milhão de pessoas perderam o emprego, na comparação com o segundo trimestre do ano.

A taxa de desemprego já havia batido recorde em agosto, quando atingiu 14,4%. De acordo com a analista de pesquisa do IBGE, Adriana Beringuy, o aumento reflete a flexibilização das medidas de isolamento social como forma de controle da pandemia de Covid-19.

O nível de ocupação foi de 47,1%, mantendo a curva descendente dos últimos trimestres. Desde maio, o nível de ocupação está abaixo de 50%, o que significa que menos da metade da população em idade para trabalhar está de fato em algum emprego. O número de desalentados, pessoas que já desistiram de procurar emprego, atingiu 5,9 milhões, também o maior da série. 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas