Acesso da Globo à Anvisa para a criação de um documentário é negado

A decisão se deve a informações sigilosas que são presentes na agência

Escrito por Redação 23/11/2020 21:06, atualizado em 23/11/2020 22:04
A Anvisa continuará atendendo as demandas de imprensa
A Anvisa continuará atendendo as demandas de imprensa . Foto: Divulgação/ Agência Brasil

Na última sexta-feira (20), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) realizou uma reunião extraordinárias, onde foi decidido, por unanimidade, a proibição da Globo em ter acesso á agência para fazer um documentário sobre vacinas do novo vírus.

 

A Anvisa anuncia em relação a decisão final: “Solicitação da autorização, pleiteada pelo Sr. Álvaro Pereira Junior, diretor da Rede Globo, no sentido de que equipe técnica da emissora tenha acesso à Agência Nacional de Vigilância Sanitária para a produção de um documentário sobre vacinas da Covid-19, a ser exibido no GloboPlay/TV Globo a partir de abril de 2021. Deliberação: Não autorizada, por unanimidade”.

 

De acordo com o jornal ‘Metrópoles’, a Anvisa diz que a resposta negativa ao pedido foi devido ao fato de que a agência trata seus processos de trabalho com informações sigilosas, dados protegidos por propriedade intelectual e é necessário evitar a ocorrência de qualquer possibilidade de expô-las.

 

Em nota, a agência diz: “O pedido solicitava a permanência da equipe por longo prazo para registro de todas as atividades, o que é incompatível com o sigilo dos processos e com as restrições sanitárias impostas pela pandemia”. Foi divulgado também, que a Anvisa irá continuar atendendo as demandas de imprensa, somente foi negado em razão da situação atual.

 

“Atuamos assim em defesa do interesse público e da credibilidade e da confiança que foram reconhecidas à Anvisa, em nível nacional e internacional, pelos setores públicos e privados”, finaliza.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas