Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,0950 Euro up 5,2458
Search

Instituto Butantan afirma que irá receber vacinas prontas da China nesta semana

A matéria-prima da vacina também deve chegar esse mês ao país

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 17 de novembro de 2020 - 20:13
A expectativa a é de que a instituição produza até janeiro 46 milhões de doses
A expectativa a é de que a instituição produza até janeiro 46 milhões de doses -

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, afirmou nesta ter-feira (17), que a instituição irá receber as vacinas importadas da China ainda nesta semana, e a matéria-prima para a produção da CoronaVac, até o final deste mês.

Segundo Covas, o Brasil irá receber um quantitativo equivalente a 600 litros de matéria-prima para iniciar a produção nacional da vacina no Butatan. A expectativa a é de que a instituição produza até janeiro, 46 milhões de doses.

Dimas Covas participou da comissão da Câmara dos Deputados que acompanham ações relacionadas à pandemia, a qual fez uma reunião hoje para tratar da CoronaVac, a vacina em desenvolvimento pelo laboratório chinês Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan.

O diretor do Butatan ressaltou ainda que a vacina tem a necessidade de ser registrada na Anvisa, antes de ser distribuída para a população. O processo de registro já está em andamento e depende diretamente da finalização dos estudos clínicos de fase três, com mais de 10 mil voluntários. é preciso que a vacina seja aplica em pelo menos 2 mil voluntário nessa etapa.

Ainda não há previsão concreta para o fim dos estudos clínicos e a emissão da autorização da Anvisa.

No mês passado, em 20 de outubro, o Ministério da Saúde anunciou que compraria 46 milhões de doses da CoronaVac, e logo em seguida, o presidente Jair Bolsonaro desautorizou a compra, que acabou suspensa. Desde então, a situação da importação da vacina China segue indefinida quanto ao governo federal.

Matérias Relacionadas