Moradores do Anaia Pequeno reclamam de rua esburacada e descaso da Prefeitura

Moradora afirma que a situação da rua traz problemas para os carros que passam no local

Escrito por Redação 13/11/2020 08:05, atualizado em 13/11/2020 09:04
Procurada, a Prefeitura de São Gonçalo não ajudou os moradores
Procurada, a Prefeitura de São Gonçalo não ajudou os moradores . Foto: Divulgação

Por Ana Carolina Moraes*


Descaso. Impotência. Revolta. Desespero. Essas são as palavras que definem como se sentem alguns moradores do bairro Anaia Pequeno, em São Gonçalo. A auxiliar de confeitaria, Cristiane da Costa Guimarães, de 48 anos, relatou que a rua aonde mora a Clodomiro Antunes da Costa, vive uma situação precária de muitos buracos há 4 anos. Segundo ela, na Prefeitura ainda consta que a rua é asfaltada, mas, na realidade, não é. 


Quando chove a situação fica ainda pior
Quando chove a situação fica ainda pior | Foto: Arquivo pessoal
 


"Eu peço ajuda para que a prefeitura envie uma patrol para limpar os buracos da rua há uns 2 anos e meio. A minha rua não é asfaltada, como consta na Prefeitura. Descobri, por causa do IPTU, que lá consta como asfaltada. Infelizmente, aqui tem tantos buracos que é difícil para carros, motos e pessoas andarem pelo local. Aqui só passa um carro, o certo seriam dois, mas infelizmente, com essa situação, só um passa. O amortecedor do meu carro quebrou semana passada passando por aqui. Quando chove, então, fica pior e ninguém faz nada para melhorar isso", disse Cristiane que afirma que sempre morou no bairro. 


Moradores pedem socorro
Moradores pedem socorro | Foto: Arquivo pessoal
 


Na última semana, a auxiliar de confeitaria ligou para a Prefeitura mais uma vez pedindo ajuda do órgão público, mas ela ouviu uma resposta que a revoltou. 


"Os órgãos públicos alegam que tem que ir lá, fazer o protocolo, aguardar para que a patrol venha aqui, mas eu acho o cúmulo do absurdo ter que me deslocar da minha residência, sendo que eu pago IPTU, para ter que ir lá no setor de obras, gastar passagem, para pedir um serviço. A atendente da Prefeitura ainda disse que são diversas as pessoas do setor e não teria uma só específica para me atender. A situação daqui é tão precária que eu e meu marido tivemos que pegar uma enxada e bater no chão da rua para abaixar o nível dela, que vem se elevando, e impedia que a gente saísse da nossa garagem com o carro", contou desesperada Cristiane. 


A rua fica elevada em alguns pontos
A rua fica elevada em alguns pontos | Foto:
 


Até o momento, Cristiane só vê a situação piorando e a luta continuando por anos. "Precisamos de ajuda. Eu pago meus impostos, não devo nada a ninguém. Aqui no meu bairro ainda tem um aterro sanitário, que, na verdade, é um lixão, que traz um mal cheiro para o local e olha que eu nem moro perto dele, mas o fedor chega na minha casa. É muito descaso!, contou.

 

Rua tem incontáveis buracos
Rua tem incontáveis buracos | Foto: Arquivo pessoal
 


Em nota, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, por meio da Prefeitura Municipal de São Gonçalo, informa que "irá enviar uma equipe ao local para verificar a situação da rua e tomar as providências necessárias. 


Sobre o Aterro Sanitário do Anaia, o equipamento é classificado como um dos dez melhores do Brasil e, frequentemente, passa por fiscalizações de órgãos públicos. É um dos únicos aterros no país que recolhe o chorume, trata e transforma em água cristalina. O gás também é recolhido e queimado em um "flare"."


*Estagiária sob supervisão de Marcela Freitas

/Procurada, a Prefeitura de São Gonçalo não ajudou os moradores
Procurada, a Prefeitura de São Gonçalo não ajudou os moradores . Foto por Divulgação
/Buracos  dificultam a locomoção no local
Buracos dificultam a locomoção no local . Foto por Arquivo pessoal
/Rua tem incontáveis buracos
Rua tem incontáveis buracos . Foto por Arquivo pessoal
/A rua fica elevada em alguns pontos
A rua fica elevada em alguns pontos. Foto por
/Quando chove a situação fica ainda pior
Quando chove a situação fica ainda pior . Foto por Arquivo pessoal
/Moradores pedem socorro
Moradores pedem socorro. Foto por Arquivo pessoal

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas