Guarda Ambiental de Niterói realizou ação de retirada de entulhos na Lagoa de Piratininga

Ação foi realizada em parceria com a Clin na área conhecida como ciclovia

Enviado Direto da Redação

 Integrantes da Coordenadoria Ambiental da Guarda Municipal de Niterói realizaram, uma operação para retirada de entulhos e resíduos que haviam sido depositados na faixa marginal de proteção da Lagoa de Piratininga, no local conhecido como ciclovia, entre as ruas Dr. Wilson Vieira e Lisandro Mota. O trabalho contou com o apoio de equipes da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin). Cinco caminhões com lixo e cascalho foram retirados do local. Ação aconteceu na última sexta-feira (23).

Segundo Jociley Neves, coordenador da Guarda Ambiental, durante patrulhamento de rotina, agentes da 5ª inspetoria - que atende a Região Oceânica - perceberam que naquele local havia muito entulho de obras, pneus, além de caixas de bebidas e material de construção. Os guardas municipais fizeram um levantamento fotográfico da situação e acionaram a coordenadoria ambiental.

"Os agentes da regional nos comunicaram o fato e fomos até o local avaliar como a ação poderia ser feita. Constatamos que todo o material estava dentro da faixa marginal de proteção da lagoa, inclusive já iniciando um processo de aterramento. Montamos a ação e fizemos a limpeza do local”, disse o subinspetor.

Além do resgate de animais silvestres, os guardas ambientais também atuam na prevenção e combate à incêndios em vegetação, patrulhamento de trilhas e dão apoio às fiscalizacões da Secretaria de Meio Ambiente Recursos Hídricos e Sustentabilidade e ao Grupo Executivo para o Crescimento Ordenado de Preservação das Áreas Verdes (Gecopav).

Treinamento ambiental - O grupamento ambiental de Niterói é um dos mais bem preparados do estado. Nem mesmo durante a pandemia os agentes deixaram de se especializar. Em setembro, participaram de uma nova bateria de cursos, desta vez online. Os cursos de atualização foram realizados pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em parceria com o Centro de Controle de Zoonoses de Niterói e o Instituto Vital Brazil.

O curso foi direcionado a agentes públicos, em especial, agentes de saúde, segurança e meio ambiente, visando atualizá-los quanto às principais zoonoses (raiva, esporotricose, leishmaniose, febre amarela), contato com a fauna silvestre urbana (saguis e gambás) e acidentes com animais peçonhentos prevalentes no município de Niterói.

Neste mês de outubro, os agentes estão participando de cursos como: estratégia para conservação da fauna silvestre, manejo de animais marinhos, contenção e captura de animais silvestres, reintrodução e soltura de animais silvestres.

Veja também