Dia da Agricultura reforça a importância da atividade no estado

Secretaria de Agricultura foi responsável por manter o abastecimento em todo o estado durante a pandemia

Enviado Direto da Redação

A Secretaria de Estado de Agricultura e suas empresas vinculadas trabalham de forma permanente diretamente junto aos pequenos e médios produtores

A Secretaria de Estado de Agricultura e suas empresas vinculadas trabalham de forma permanente diretamente junto aos pequenos e médios produtores

Foto: Divulgação

O dia de 17 de outubro, Dia da Agricultura, merece ser comemorado mesmo em um ano em que vivemos a pandemia de Covid-19. Atividade de importância estratégica no desenvolvimento econômico do estado do Rio de Janeiro, a agricultura representa papel importante na geração de emprego e renda, além de ser a responsável por colocar o alimento na mesa das pessoas.


Com uma área extensa de 139 mil hectares de terras cultivadas e um clima propício para a agricultura, o estado conta com mais de 135 mil profissionais do campo, que trabalham incansavelmente para entregar os melhores produtos para o mercado consumidor.


A Secretaria de Estado de Agricultura e suas empresas vinculadas trabalham de forma permanente diretamente junto aos pequenos e médios produtores, trabalhadores rurais, suas famílias e organizações, buscando fortalecer as cadeias mais fortes.


"Estamos vivendo um ano atípico e nosso compromisso sempre foi o de garantir o abastecimento de todo o estado, através da manutenção do apoio aos produtores rurais desde a assistência técnica até a concessão de crédito via Agrofundo, das parcerias institucionais com a iniciativa privada e diversas outras ações para manter o agro cada vez mais forte. Foi essencial a atuação das empresas vinculadas e, principalmente, da Emater-Rio e do Ceasa-RJ nesses momentos", declara o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz.


Apoio aos setores mais atingidos durante a pandemia



A Secretaria de Agricultura disponibilizou o Agrofundo Emergencial, linha de crédito com juros baixos voltados especialmente aos produtores de flores, setor que foi impactado pela paralisação de eventos. Através do programa Florescer, mais de R$1,5milhão foram destinados diretamente a esse setor.


Outra iniciativa foi a parceria com a Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ), que possibilitou a pequenos e médios produtores rurais a venda de seus produtos nas grandes redes de supermercados. Com a parceria, mais de 110 produtores rurais foram beneficiados diretamente e 420 agricultores de forma indireta, de 07 municípios.


Além disso, campanhas para impulsionar a venda dos produtores foram criadas, uma pelo Dia das Mães e outra pelo Dia dos Namorados, com o objetivo de alavancar as vendas de flores no RJ e incentivar o consumo dos produtos e, também reduzir as perdas do setor de floricultura.


Vale destacar também a parceria da Secretaria de Agricultura e Emater-rio com a Fundação Banco do Brasil na distribuição de cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social causada pela pandemia de Covid-19. As cestas foram compradas diretamente de produtores da agricultura familiar e destinadas a 4 mil famílias, entre elas, famílias de agricultores também.

Veja também