Explosão deixa um morto e quatro feridos no Centro de Niterói

Um funcionário de 53 anos morreu ao tentar apagar o fogo

Enviado Direto da Redação
Acidente teria acontecido num estande de tiros

Acidente teria acontecido num estande de tiros

Foto: Divulgação

Uma explosão deixou um morto e quatro pessoas feridas, na tarde desta segunda-feira (28), na Rua Visconde de Sepetiba, no Centro de Niterói. Segundo o Corpo de Bombeiros, três vítimas foram levadas em estado grave para o Hospital Estadual Alberto Torres no Colubande, em São Gonçalo, mas já estão com o quadro de saúde estável. São Eles: Willy Jonatan Monteiro, de 25 anos, Mauricio Torres Ardigo, de 43 anos, e Everton Gil Passo da Silva, de 33 anos.


Outras duas foram encaminhadas para o Hospital Estadual Azevedo Lima, no Fonseca, em Niterói, ambos deram entrada com estado grave. Erthal Neto, de 74 anos, segue internado, já Alexandre Calvet Silva, de 53 anos, não resistiu e morreu.


O acidente ocorreu num estande de tiros localizado naquela rua.


Incêndio teria iniciado pelo ar condicionado


De acordo com o advogado da loja, Marcelo Aidar, o fogo teria começado no equipamento de ar condicionado e um pouco desse material teria caído em cima dos clientes. "Um funcionário nosso que estava de serviço para auxiliar os clientes tentou conter o fogo mas o extintor de incêndio não deu vazão. De acordo com a perícia inicial da Defesa Civil, o ar condicionado estava bastante quente", disse o advogado que responde pelo stand de tiros.


Ainda segundo Marcelo, os quatro clientes que estavam dentro do local contaram que o funcionário que morreu teria se dirigido para a parte de trás da loja e não conseguiu retornar. "Ele inalou muita fumaça e morreu intoxicado", revelou Marcelo Aidar.


A perícia foi até o local e interditou a loja. Equipes irão retornar na terça (29) para chegar a uma conclusão do que aconteceu na tarde desta segunda dentro do stand de tiro.


A loja funciona em Niterói desde 2016 e é credenciada pelo Exército Brasileiro. "Todas as pessoas que frequentam o local também são credenciadas", completou o advogado.

Veja também