Idoso desaparece após sair de casa e preocupa família em SG

O idoso foi diagnosticado com Alzheimer há um ano

Enviado Direto da Redação
O idoso está desaparecido desde sábado (19)

O idoso está desaparecido desde sábado (19)

Foto: Arquivo pessoal

Por Ana Carolina Moraes*


Os familiares do idoso Paulo Stuts Freitas, de 75 anos, estão desesperado buscando informações sobre o idoso que desapareceu no último sábado (19). Segundo informações, Paulo sofre de Alzheimer e estava bastante esquecido nos últimos dias.


Heleno Paulo Ribeiro, de 52 anos, é casado com a enteada de Paulo. Segundo Heleno, o idoso deixou sua casa em Guaxindiba afirmando que iria procurar imóveis para alugar. 


"Ele saiu de casa dizendo que iria procurar imóveis pela região. Ele afirmou que voltava logo. Como ele tinha o costume de andar pela região, todo mundo autorizou, até que ele não retornou mais. Depois disso, a última vez que ele foi visto foi no próprio sábado (19), quando amigos da família informaram que ele estava andando próximo ao ponto final do ônibus da linha 07, do consórcio São Gonçalo, ainda em Guaxindiba. Ele estava indo para a casa da sobrinha pelo que parecia, mas nunca chegou lá", contou o homem que mora em uma casa na mesma rua de Paulo.


Paulo sofre de Alzheimer há cerca de um ano e estava relutante quanto ao tratamento. "Ele foi diagnóstico há um ano, mas não queria ir ao médico, até que, na sexta-feira (18), ele disse que não se sentia mais o mesmo e se animou com o tratamento. Levamos ele no médico e ele estava ansioso pela ajuda", contou o pedreiro. 


A família tem medo que Paulo esteja perdido e não se lembre como retornar para casa. "De um tempo para cá, sentimos que a demência dele estava aumentando e que ele não se lembrava muito do presente, apenas do passado. Minha esposa até falou para não deixarem ele sair sozinho, mas não adiantou. Nosso medo é que ele tenha esquecido de informações do agora", contou Heleno. 


A família de Paulo pede para que aqueles que tiverem informações sobre o idoso, que liguem para o número (21) 98931-1662 para falar com Heleno. Eles aguardam qualquer informação sobre o paradeiro do idoso.

Veja também