Inea resgata baleia jubarte encontrada morta em Maricá

Animal foi levado para o Aterro Sanitário de Ipiíba, em SG

Escrito por Redação 06/09/2020 07:40, atualizado em 06/09/2020 08:19
Animal era  macho, jovem, de 9,6 metros e com peso estimado em 15 toneladas
Animal era macho, jovem, de 9,6 metros e com peso estimado em 15 toneladas . Foto: Divulgação

Uma baleia jubarte macho, jovem, de 9,6 metros e com peso estimado em 15 toneladas apareceu morta hoje (5/9) na Praia da Restinga de Maricá, dentro dos limites da Área de Proteção Ambiental Estadual de Maricá, na Região dos Lagos. Equipes do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão ligado à Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas) que administra a unidade de conservação, trabalharam durante todo o dia para atender a ocorrência.

As equipes do órgão ambiental estadual isolaram o local e forneceram as orientações sobre a destinação adequada da carcaça da baleia, considerando a impossibilidade de enterrar o animal na areia da praia por conta do risco de contaminação biológica do local, mau cheiro e vandalismo. O animal estava em estado de decomposição avançado. Mesmo assim, foi feita coleta de tecido animal para análise e posterior conclusão da causa da morte.

Por conta da complexidade da ação, o Inea articulou o apoio da Prefeitura de Maricá para a remoção do corpo do animal para o Aterro Sanitário de Ipiíba, em São Gonçalo, com o auxílio de pessoal e equipamentos.

O animal estava em estado de decomposição avançado
O animal estava em estado de decomposição avançado | Foto: Divulgação
 

Participaram da operação a equipe da APA Estadual de Maricá, as gerências de Unidades de Conservação, de Fauna e de Fiscalização Ordinária do Inea, além de técnicos da Prefeitura de Maricá e de veterinários do Projeto MAQUA, da UERJ, especialistas em mamíferos aquáticos.

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas