Família reproduz 'meme do caixão' em enterro de idoso em Niterói e viraliza, entenda!

Idoso, que tinha 69 anos, morreu de cirrose hepática

Enviado Direto da Redação
O vídeo viralizou nas redes sociais

O vídeo viralizou nas redes sociais

Foto: Reprodução/Internet

Um vídeo viralizou nos últimos dias e chamou a atenção da população gonçalense e niteroiense. O vídeo em questão trata-se de uma família carregando o caixão com um corpo de um idoso. O que mais chamou a atenção na gravação, no entanto, foi que, durante o enterro, a família do idoso reproduziu o famoso 'meme do caixão', que mostra dançarinos ganenses em roupas formais fazendo uma dança enquanto carregam um caixão em um cortejo fúnebre na África. Durante o adeus, uma música eletrônica é tocada ao fundo para que os ganenses dancem no ritmo.


A família do vídeo que reproduziu o meme em Niterói era a de um aposentado, de 69 anos, que morreu após uma cirrose hepática e, segundo a família, ele não queria ninguém chorando em seu enterro, por isso eles resolveram refazer o meme. 


Segundo informações, o idoso foi enterrado no Cemitério Maruí, em Niterói, no último sábado (01). Foi neste dia que ocorreu a gravação do vídeo que viralizou na internet e reproduziu o 'meme do caixão'. O que chamou a atenção também no vídeo foi a descontração da família no momento do enterro. Eles explicaram, então, que, apesar de tristes por dentro, eles só estavam realizando o pedido do morto que não queria que ninguém chorasse em seu enterro. Ele desejava que todos estivessem felizes. 


O homem  já sofria da cirrose hepática há alguns anos, mas ele não queria realizar o tratamento para a doença. Foi no fim do último mês, então, que ele acabou tendo uma piora em seu quadro e deu entrada no Hospital Municipal Carlos Tortelly. Ele foi internado no dia 28 de julho, mas logo foi liberado pelos médicos. No dia seguinte, no entanto, ele teve que retornar para a unidade hospitalar e precisou ficar entubado. O idoso faleceu no dia 30 de julho.


O homem era pai de seis filhos, sendo cinco biológicos e uma adotiva. Ele adorava estar em comemorações e fazendo churrascos. 

Veja também