Hospitais de campanha começam a ser desmontados no Rio

A SES irá fechar três unidades nesta quarta-feira (5)

Enviado Direto da Redação
Unidade de São Gonçalo e Maracanã ainda dependem de decisão judicial para desmobilização

Unidade de São Gonçalo e Maracanã ainda dependem de decisão judicial para desmobilização

Foto: Divulgação

Apesar da determinação da 14° Vara de Fazenda Pública, que torna obrigatório o funcionamento de todos os leitos destinados ao tratamento do novo coronavírus nos hospitais de campanha, a Secretária de Saúde (SES) afirmou que manterá o calendário de desmonte das unidades. De acordo com a decisão, nesta quarta-feira (5) serão fechadas as unidades de Duque de Caxias, Nova Iguaçu, localizados na Baixada Fluminense e Nova Friburgo, na Região Serrana.


Segundo a SES, a decisão  diz respeito apenas as unidades de São Gonçalo e Maracanã, que tem suas desmobilizações marcadas para o próximo dia 12. Segundo a defensora pública Alessandra Nascimento Rocha, órgão irá avaliar o caso para saber como se posicionar diante da decisão governo. As informações são do O DIA.


A desmobilização dos hospitais de campanha será feito em duas etapas, segundo a SES. A primeira é o encerramento de todas as atividades do hospital, já a segunda é o desmonte de toda a estrutura e transporte de equipamentos utilizados na unidade.


Diante das decisões judiciais que impedem o desmonte dos hospitais de campanha do Maracanã e de São Gonçalo, a Secretaria de Saúde deixou claro que até lá irá tentar junto a Procuradoria-Geral do Estado (PGE), derrubar as ações da judiciais sobre a desmobilização das unidades. Caso a tentativa não dê certo, o desmonte será adiado.

Veja também