Record comete erro e liga imagem de youtuber a pedófilo

O youtuber em questão ameaçou processar a emissora

Enviado Direto da Redação

A Record viveu uma situação complicada após a exibição do programa "Domingo Espetacular", no último domingo (02). Isso porque a emissora teria ligado, de forma equivocada, a imagem do youtuber Maicon Küster com a de um pedófilo que já foi preso. Isso porque, no "Domingo Espetacular", o programa fazia uma matéria sobre o pedófilo em questão e logo mostrou a imagem de Maicon como se ele fosse o investigado pelo crime, quando na verdade, o pedófilo Syllas teria usado a imagem de Maicon de peruca em um perfil falso no Instagram.


O caso causou a revolta de Maicon, que foi até a internet se pronunciar sobre o ocorrido. Em um desabafo, ele disse: “Como vocês são capazes de dizer que o pedófilo preso era 'ele de peruca' sendo que a foto é minha? “Vocês têm noção que eu corro risco de morte por culpa da irresponsabilidade completa de vocês?”


Maicon chegou a dizer que temia por sua integridade física, já que poderia sofrer retaliações por causa desse erro da Record, pois as pessoas poderiam achar que ele realmente era o pedófilo acusado. 


"Não quero me preocupar com este tipo de merda que não tem nada a ver comigo. Agora, chegou em um momento em que temo pela minha vida e integridade física. Como essa matéria foi veiculada no Brasil todo, estou com muito medo de sair de casa por coisas que jamais imaginaria que seria associado. Eu definitivamente posso morrer por conta do nível em que eles [Record] chegaram", afirmou o youtuber e humorista.


A internet se sensibilizou com o caso de Maicon e o assunto "Record Lixo" foi para nos temas mais comentados da última segunda-feira (03) no Twitter. Nas mensagens, as pessoas e Maicon pediam que a emissora se retratasse publicamente com o youtuber.


Como resposta, a emissora utilizou o Jornal da Record da última segunda-feira (03) para pedir desculpa a Küster. "Na reportagem exibida ontem no Domingo Espetacular, a foto do perfil falso de Henrique apareceu sem o rosto borrado e acabou expondo a imagem de uma pessoa que não era Syllas, o suspeito. A foto era do influenciador digital e humorista Maicon Küster. O programa pede desculpas a Maicon Küster pelo erro e pela exposição da imagem. Não houve qualquer intenção de expor ou causar transtorno à sua imagem", afirmou a jornalista Natalie Machado. 

Veja também