Valor encontrado em apartamento de ex secretário de saúde chega a 8,5 milhões

A quantia foi encontrada em notas de real, dolar, euro e libra esterlina

Enviado Direto da Redação
A apreensão é resultado da Operação 'Mercadores do Caos'.

A apreensão é resultado da Operação 'Mercadores do Caos'.

Foto: Divulgação



O MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) informou, neste último sábado (11), que foram achados nos endereços ligados ao ex-secretário estadual da saúde Edmar Santos o valor de 8,5 milhões em dinheiro. A quantia, encontrada em notas de real, dólar, euro e libra esterlina, seria resultado do desvio dos cofres públicos do estado durante a pandemia da Covid-19, descoberto pela Operação 'Mercadores do Caos'.



As notas ó terminaram de ser contada na madrugada deste sábado. Os agentes responsáveis pelo serviço contaram com a ajuda de máquinas de contagem de cédulas, emprestadas pelo Banco do Brasil. Durante o processo, um funcionário do banco também ficou à disposição para que o valor fosse depositado em uma conta jurídica, mesmo depois do horário de expediente bancário.



De acordo com o MPRJ, os valores foram denunciados pelos investigados de forma espontânea, que estavam acompanhados de seus advogados. Em Botafogo, na casa de Edmar também foi encontrado um valor de R$ 5 mil em dinheiro desviado.



O médico anestesista foi preso na manhã desta última sexta-feira em seu apartamento em Botafogo, Zona Sul do Rio. Ele é apontado como cabeça de uma organização criminosa que desviou dos cofres públicos cerca de 36.922.920,00 durante a pandemia. Ele foi encaminhado ao Batalhão Prisional Especial (BEP) da Polícia Militar, em Niterói, na Região Metropolitana do estado.



Veja também