OMS suspende difinitivamente testes com hidroxicloroquina

Estudos recentes mostram que substância possui efeitos colaterais perigosos

Enviado Direto da Redação
Estudos mostram que o remédio pode aumentar risco de morte por arritmia cardíaca em pacientes de Covid-19

Estudos mostram que o remédio pode aumentar risco de morte por arritmia cardíaca em pacientes de Covid-19

Foto: Divulgação



A Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu suspender definitivamente os testes com a hidroxicloroquina no ensaio clínico global 'Solidariedade'. O anúncio do órgãos foi feito nesta quarta-feira (17), com base nos dados constatados em pacientes voluntários ao redor do mundo.



Os testes já haviam sido suspensos uma vez, mas foram retomados recentemente. Após a divulgação de um estudo na revista Lancet em 22 de maio desse ano, a entidade estacionou as pesquisas pela primeira vez.



A pesquisa, divulgada em maio, concluiu que a cloroquina ou hidroxicloroquina aumentava o risco de morte por arritmia cardíaca em até 45% nos pacientes com Covid-19. O estudo é considerado o maior realizado sobre os efeitos dessa substância no tratamento do vírus, e foi testado por 96 mil pessoas. 

Veja também