Filho de Flordelis revela que sua carta de confissão do crime foi de um texto enviado pela mãe

Lucas Cézar dos Santos está preso acusado de participar da morte do pastor

Enviado Direto da Redação
Filho de Flordelis disse que a mãe escreveu texto para ele copiar na sua carta de confissão do crime

Filho de Flordelis disse que a mãe escreveu texto para ele copiar na sua carta de confissão do crime

Foto: Divulgação

Um novo episódio marcou o caso da morte do pastor Anderson do Carmo. Um dos filhos da deputada federal Flordelis dos Santos, que está preso atualmente acusado de envolvimento no crime, fez uma revelação à Polícia Civil em seu último depoimento. Após o jornal O Globo ter tido acesso ao depoimento, foi revelado que a carta escrita por Lucas Cézar dos Santos, mudando sua versão sobre o crime teria sido copiado de um texto escrito pela própria Flordelis.

A mensagem da carta constava uma declaração assumindo a responsabilidade de Lucas pela morte do pastor e isentando a participação do seu irmão, Flávio dos Santos Rodrigues, também preso pelo crime. Segundo Lucas, a carta chegou até o presídio no Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio, através da mulher de um preso.

“A carta veio pra mim na mão. Só copiei a carta. Foi minha mãe que mandou pra mim a carta da rua”, contou ele que acrescentou que reconheceu a letra da mãe e que ela também assinou no final da carta.

Em depoimento à Divisão de Homicídio, Lucas disse que acabou assumindo a responsabilidade do crime por não aguentar mais ver o irmão “choramingando” e o mesmo prometeu ajudar ele assim que fosse solto.

Essa mesma carta havia sido exibida no “Fantástico”, da TV Globo, e lida pela mãe, Flordelis. Na ocasião ela contou que a carta tinha sido enviada pelo próprio filho e saiu pelas mãos da mulher de um preso.

Por mais que ele tivesse escrito a carta e aceitado a proposta do irmão, Lucas contou que não iria seguir com o plano. "Mas no dia da audiência, eu ia chegar e mostrar a carta com a assinatura dela (Flordelis) pro juiz", disse.

Um ano da morte do pastor Anderson do Carmo

Nesta terça (16), completa um ano desde o crime da morte do marido da deputada federal Flordelis. Ele foi morto a tiros na sua casa, em Pendotiba, Niterói, e mesmo após a prisão de dois filhos da deputada, o caso ainda não foi resolvido e a motivação do crime continua incerta.

Atualmente, a Polícia Civil investiga a participação de outras pessoas da família no crime, incluindo a própria esposa, que foi acusada por cinco, dos 50 que criou.

Veja também