Arteris Fluminense decide entregar concessão da BR-101 mesmo com obras em andamento

Empresa solicitou o encerramento de contrato na última quarta (20)

Escrito por Redação 22/05/2020 13:31, atualizado em 22/05/2020 14:10
Arteris Fluminense pediu para encerrar o contrato que concede administração do trecho da BR-101
Arteris Fluminense pediu para encerrar o contrato que concede administração do trecho da BR-101 . Foto: Divulgação

A concessionária Arteris Fluminense solicitou nesta quarta (20), o encerramento do contrato da administração da BR-101, que vai de Niterói até a divisa do Rio de Janeiro com o Espírito Santo. Segundo a empresa, eles continuarão prestando os serviços nos 3.322 quilômetros até que uma nova empresa entre para assumir.


A empresa já vinha sendo bastante criticada pela demora na execução de obras e falhas na operação da rodovia, que gerava engarrafamentos diários. Além disso, as manutenções eram realizadas sempre no período do dia e não de noite. Atualmente a Arteris Fluminense conta com uma obra milionária em andamento, o alargamento da pista no trecho entre São Gonçalo e Itaboraí, que está momentaneamente paralisada por causa da pandemia do coronavírus.


A obra que começou em abril de 2019 estava orçada em R$ 150 milhões. Além disso, a Arteris Fluminense cuida de quatro praças de pedágio no trecho concedido e tem sede em São Gonçalo. O Secretário estadual de Transportes, Delmo Pinho, informou que vai procurar o Ministério da Infraestrutura e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para apurar este pedido e tentar agilizar as decisões.


Para Pinho, o pedido da Arteris não foi surpresa, já que a empresa passava por dificuldades em conseguir licenças para atuar nos trechos, por cortar trechos de reservas ambientais. O secretário disse ainda que a nova concessão pode demorar, pelo menos, dois anos.


O jornal O São Gonçalo procurou a assessoria da Arteris Fluminense para saber quais foram os motivos para o pedido de rompimento de contrato de concessão de trechos da BR-101. Além disso, questionamos como ficará a situação da obra de alargamento da pista no trecho de São Gonçalo e Niterói, que está paralisada.


Em nota eles responderam: "A Arteris, uma das maiores empresas de concessão de infraestrutura do País, protocolou ontem, dia 19/5, junto à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), nos termos da Lei nº 13.448/2017, o pedido de relicitação do trecho da BR-101/Norte-RJ, administrado pela concessionária Arteris Fluminense.

 

A Arteris reforça o seu comprometimento com a infraestrutura do Brasil e seguirá prestando todos os serviços de atendimento aos usuários da BR-101 até que sejam cumpridos todos os procedimentos previstos no processo de relicitação."

 

Gostou da matéria?
Compartilhe!

Veja também

Mais lidas