Caixa bloqueia transferência de auxílio emergencial para outros bancos

Ação vai de desencontro com a lei que criou o benefício

Enviado Direto da Redação
Caixa disse que vai impedir que pessoas que recebem pela poupança digital transfiram dinheiro do benefício para outras contas

Caixa disse que vai impedir que pessoas que recebem pela poupança digital transfiram dinheiro do benefício para outras contas

Foto: Divulgação/ Agência Brasil

A Caixa anunciou que vai impedir, em primeiro momento, que os cidadãos que recebem o auxílio emergencial por meio de poupança digital, possam transferir o dinheiro para outro banco por meio de DOC ou TED. Esta ação vai contra a lei que criou o auxílio emergencial de R$ 600, em que determina a garantia de “no mínimo uma transferência eletrônica de valores ao mês sem custo para a conta bancária mantida em qualquer instituição financeira habilitada a operar pelo Banco Central."


De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, a medida foi implementada pois as famílias estavam transferindo o dinheiro para conhecidos, driblando assim, o calendário de saques que foi criado para evitar aglomerações nas unidades.


Ao ser questionado sobre o respaldo legal, que permite a transferência, a Caixa informou: “As regras definidas para o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial seguem o estabelecido pela portaria nº 386 do Ministério da Cidadania, publicada no Diário Oficial da União no dia 15 de maio de 2020". Porém, hierarquicamente, uma lei aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo presidente tem maior peso do que uma portaria ministerial.

Veja também