Moradores se preocupam com descumprimento de medidas sanitárias em condomínio

As medidas podem ajudar na prevenção do coronavírus

Enviado Direto da Redação

Por Ana Carolina Moraes*

A pandemia do novo coronavírus está fazendo com que algumas novas medidas de restrição e higienização sejam aplicadas. Em São Gonçalo, comércios e serviços essenciais também pararam de funcionar para evitar aglomerações e impedir a proliferação da doença, com isso, muitas pessoas têm trabalhado em casa. No entanto, o aumento de membros da família nas residências também é uma preocupação.

Em alguns condomínios da cidade, o descumprimento de medidas sanitárias e de distanciamento social para enfrentamento da pandemia da Covid-19, tem sido temas constantes de discussões e reflexões, já que ainda há pessoas que estão descumprindo as normas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Esta é a preocupação de moradores do condomínio Completo São Gonçalo II que estão denunciando casos de aglomerações no local onde moram. Um morador que prefere não se identificar, informou que seus vizinhos de condomínio não utilizam máscaras ao fazerem caminhadas pelo local e causam aglomerações, como aulas de treino funcional dentro do prédio.

"Tinham cerca de 20 pessoas fazendo o treino, uma do lado da outra, sem nenhum tipo de proteção. Parecia que não existia coronavírus no município. Foi difícil ver isso. A síndica foi acionada e acabou com o treino funcional, mas foi bastante criticada pelos moradores que estavam no local", disse o morador.

Vale lembrar que o uso das máscaras, ou de algo que proteja nariz e boca das pessoas em espaços públicos, foi decretado pela prefeitura de São Gonçalo desde o dia 20 de abril, alterando o decreto 99/2020 que adequa medidas e cuidados para evitar a proliferação do coronavírus.

A síndica do condomínio em questão, Márcia de Freitas, comunicou que está tomando todas as medidas de precaução e que tem buscado isolar com faixas as áreas comuns do prédio, como piscinas e churrasqueiras, para evitar que as pessoas circulem pelo local. Além disso, ela afirmou que coloca informes todos os dias nos murais de acesso comum do local e tenta barrar qualquer aglomeração de moradores, como a aula de treino funcional. Márcia contou que foram confirmados 3 casos de pacientes com coronavírus no condomínio e uma funcionária está com a suspeita da doença, mas, mesmo assim, muitos moradores não tem seguido normas para se proteger.

"Eu coloquei aviso da obrigação do uso de máscaras em toda a área comum do condomínio. Além disso, converso com cada um que vejo sem sobre a importância disso, mas tem uns moradores que se acham super-homens", contou ela que relatou que vem pedindo que as crianças e pais fiquem dentro de suas casas.

A Prefeitura de São Gonçalo foi questionada sobre campanhas educacionais realizadas em condomínios da cidade e respondeu que o decreto de isolamento social é de âmbito estadual, o que possibilita até que moradores que se sintam inseguros por conta da desobediência de vizinhos chamem a polícia.

*Estagiária sob supervisão de Marcela Freitas

Veja também