Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,0721 Euro down 5,1963
Search

Cientistas encontram coronavírus na rede de esgoto de Niterói

Pesquisadores já haviam encontrado o vírus em fezes

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 28 de abril de 2020 - 13:45
Descoberta só foi possível porque Niterói é uma das poucas cidades com alto nível de saneamento básico
Descoberta só foi possível porque Niterói é uma das poucas cidades com alto nível de saneamento básico -

Cientistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) anunciaram na manhã desta terça-feira (28) que encontraram coronavírus no esgoto de Niterói. O estudo é um resultado da colaboração da Fundação com a Prefeitura de Niterói. A descoberta do Sars-CoV-2 no esgoto da cidade é um importante do indicador do alto nível de disseminação do vírus causador da doença.

O estudo só foi possível porque Niterói é uma das poucas cidades do país que conta com altas taxas de saneamento básico e mais de 90% dos efluentes do município são tratados. A análise do esgoto pode servir para medir o nível de contaminação da população.

Isso não significa que o coronavírus pode ser transmitido pelo esgoto, já que o Sars-CoV-2 é um vírus respiratório sensível a algumas condições ambientais que estão presentes no esgoto. Dessa forma, é pouco viável que o vírus possa se replicar e causar uma infecção, mas isso ainda será investigado.

Cientistas da China e da Alemanha já haviam descoberto a presença do vírus nas fezes, mas ainda não se sabe o potencial de infecção do vírus nos excrementos. Em março, pesquisadores da Holanda já haviam alertado sobre o risco de contaminação nas fezes e falaram sobre monitorar o esgoto para controlar a pandemia.

Matérias Relacionadas