Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,0950 Euro up 5,2478
Search

Com igrejas fechadas e sem aglomerações, fieis fazem suas preces a São Jorge em Niterói

Devido ao coronavírus, celebrações do Santo Guerreiro estão diferentes este ano

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 23 de abril de 2020 - 09:36
Mesmo com portas fechadas, fieis ainda vão à porta da Igreja de São Jorge fazer suas preces
Mesmo com portas fechadas, fieis ainda vão à porta da Igreja de São Jorge fazer suas preces -

Apesar da queima de fogos no início da manhã demostrar que essa quinta-feira (23) é especial para muitas pessoas, a comemoração do Dia de São Jorge esse ano está sendo diferente, sem missas lotadas, sem cavalgada, e sem as tradicionais feijoadas embaladas pelo samba. Tudo por causa da pandemia provocada pelo coronavírus.  


A Igreja de São Jorge, em Niterói, permanece fechada, cumprindo o decreto da prefeitura, mas isso não está impedindo que alguns fies façam suas preces. 
"A gente está tomando todo cuidado diariamente. Mas hoje, pela fé, a gente resolveu sair de casa rapidinho. Viemos o mais cedo possível e já estamos voltando para casa", contou Cláudio Júnior, de 45 anos, que atualmente cumpre seu trabalho em home office. 


Cláudio e a esposa vão homenagear São Jorge todos os anos. "A gente vem aqui todos os anos, mas há cinco anos a gente vem direto", contou Patrícia Feliciana, de 43 anos, que está de férias. O casal é morador de Niterói e está fazendo o afastamento social, saindo apenas nessa manhã para homenagear o santo a que são devotos. 


Outras pessoas fizeram o mesmo que o casal. Muitos fies estão parando na porta da igreja, acendendo uma vela na calçada, fazendo seus pedidos e agradecimentos e seguindo. O ritual não tem levado dez minutos. 
"Eu tô andando a pé e tomando todas as precauções. Hoje eu vim pedir proteção, não só por mim, mas por todos que estão sofrendo no mundo", contou Marli perfeito, de 53 anos. Vale lembrar que muitas igrejas vão transmitir as missas em redes sociais. 


Confira a programação: 


Capela de São Jorge, no bairro Lindo Parque, que transmitirá às 15h; a Capela de Nossa Senhora de Fátima; no bairro de Fátima de onde o Padre João Cláudio transmitirá às 16h e a Capela pertencente a Paróquia de São João Batista, em Araruama, que realizará a missa às 19h.


Já a paróquia de São Judas Tadeu optou pela Santa Missa de São Jorge sem público, sendo transmitida somente pela SJT WebTv. No entanto, a capela ficará aberta das 6h até 12h para visitações e orações. A paróquia solicita que os fiéis que comparecerem, estejam com máscaras, de acordo com o decreto municipal.


A história do Santo Guerreiro


Guarda pessoal de Diocleciano, imperador responsável pela última e mais violenta perseguição aos cristãos no Império Romano, Jorge da Capadócia renunciou à vida de soldado em nome da fé em Cristo, acabou preso e virou mártir. 
Segundo conta a história, Jorge da Capadócia morreu decapitado em 23 de abril de 303, daí esse ser, até hoje, o Dia de São Jorge. 


Com o sincretismo, do catolicismo às religiões de matriz africana, São Jorge corresponde a Ogum, o santo da guerra, por isso a expressão tão conhecida de Santo Guerreiro. A lenda de que o santo mora na Lua pode ter raízes brasileiras. Na Umbanda, por exemplo, esse orixá tem energia masculina, o que o faz buscar vibrações femininas na Lua, daí a relação

Matérias Relacionadas