Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar up 5,0932 Euro up 5,2628
Search

Papa manda mensagem de Páscoa :"não é o momento de fabricar armas"

Papa Francisco fala sobre guerras em países na pandemia

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 12 de abril de 2020 - 15:50
O Papa Francisco falou sobre a situação do mundial e a pandemia do Covid-19
O Papa Francisco falou sobre a situação do mundial e a pandemia do Covid-19 -

Como uma mensagem de Páscoa e esperança, o Papa Francisco se posicionou sobre as guerras globais e a pandemia e pediu, neste domingo (12), a solidariedade e a anulação ou redução de dívidas dos países pobres na época da pandemia. A mensagem foi transmitida através de um vídeo gravado diretamente na Basílica de São Pedro, que estava vazia por causa das medidas para evitar aglomeração recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). 

O Papa Francisco utilizou como argumento para seus pedidos o fato de vivemos atualmente em um mundo "oprimido pela pandemia, que representa um duro desafio para a nossa grande família humana". Ele pediu  "que sejam relaxadas as sanções internacionais que impedem os países de prestar apoio adequado aos seus cidadãos" e que os países tivessem o "contágio da esperança" para que acabassem "reduzindo, se não cancelando diretamente, a dívida que pesa sobre os orçamentos dos países mais pobres".

Ele ainda falou sobre as guerras globais e pediu um "cessar-fogo imediato" dos países do mundo. "Este não é o momento de continuar fabricando e traficando armas, gastando um capital enorme que deve ser usado para curar pessoas e salvar vidas"

Em seu apelo, o Papa Francisco ainda falou sobre a Venezuela e pediu "soluções concretas e imediatas" no país "para conceder ajuda internacional à população". Ele também falou sobre a situação complicada em países que sofrem com "os ataques terroristas perpetrados contra tantas pessoas inocentes" como na África. Além disso, ele citou países que vivem em conflito como como o Iêmen e a Síria, assim como Iraque, Líbano, a situação dos migrantes, a situação humanitária no norte de Moçambique e outros povos que vivem em conflito como israelenses e palestinos.

E disse que com a pandemia devemos pensar em "soluções inovadoras" e deixar o "egoísmo" de lado. Além disso, ele afirmou que a Europa deve "um espírito concreto de solidariedade que lhe permita superar as rivalidades do passado", principalmente após a Segunda Guerra Mundial. Vale lembrar que a Europa está dividida sobre o que fazer na pandemia. Enquanto os países do sul querem criar um sistema para tornarem mutuar as dívidas, o norte não. A União Europeia atualmente tem um fundo de 500 bilhões de euros em comum.

O Papa ainda falou sobre idosos, pessoas que moram sozinhas, policiais, militares, médicos, enfermeiros, pessoas que trabalha em casas de repouso e que moram em quartéis e prisões. "Para muitos, é uma Páscoa de solidão, vivida no luto e em meio a muitas dificuldades que a pandemia causa, do sofrimento físico aos problemas econômicos", afirmou ele.

Ele ainda disse a seguinte mensagem: "Que os irmãos e irmãs mais fracos, que povoam as cidades e as periferias de todas as partes do mundo, não sejam deixados sozinhos"

Matérias Relacionadas