Instagram Facebook Twitter Whatsapp
Dólar down 5,0936 Euro up 5,2471
Search

Cidade na Colômbia prende em praça pública quem 'furar' quarentena

A medida é prevista por lei

relogio min de leitura | Escrito por Redação | 08 de abril de 2020 - 12:22
Prefeitura de Córdoba, na Colômbia está usando um método de castigo para os cidadãos que furarem a quarentena
Prefeitura de Córdoba, na Colômbia está usando um método de castigo para os cidadãos que furarem a quarentena -

Uma nova medida de punição para aqueles que ‘furarem’ a quarentena chamou a atenção em Córdoba, na Colômbia. Diante do desrespeito ao pedido para que as pessoas fiquem em casa por causa do novo coronavírus, a prefeitura municipal de Tuchín decretou que se flagrar alguém andando na rua sem motivo, este poderá receber o castigo de ficar presos pelos pés em uma estrutura de madeira em praça pública.

Em sua rede social, o prefeito Alexis Salgado, escreveu: "Aumentamos a base de força no município, juntamente com a Guarda Indígena, o Exército e a Polícia. Pessoas que não estão cumprindo as medidas obrigatórias de isolamento estão sendo punidas”.

No primeiro dia, pelo menos seis pessoas ficaram presas por meia hora. O prefeito afirmou ainda que em poucas horas a aplicação do castigo, a medida deu bons resultados e o fluxo de pessoas nas ruas diminuiu. A intenção é aumentar o tempo do castigo, já que não tem como punir financeiramente.

"Se impusermos uma sanção econômica, a grande maioria não terá como pagá-la, mas se recorrermos a essas práticas típicas de sua cultura, estamos fazendo com que cumpram as leis e mantenham vivas suas tradições. Tradição essa muito conhecida pelo povo mas não é utilizada há anos".

Essa medida é prevista em lei e já fazia parte da tradição do povo indígena Zenú, da qual a população de Tuchín é descendente.

Matérias Relacionadas